Novos hábitos diários saudáveis

02 março 2016

healthy daily habits


Oil pulling
Tenho sempre dois frascos de óleo de côco em casa, um na cozinha e outro na casa-de-banho. O óleo de côco é muito versátil e tem inúmeros benefícios.
A técnica de "oil pulling" tem origem na medicina tradicional indiana e consiste em bochechar vigorosamente óleo de côco ou de sésamo (cerca de uma colher de sopa) durante alguns minutos (pelo menos 10). Para já ainda não consigo fazê-lo com esta quantidade, mas estou a tentar aumentar progressivamente.
Esta técnica permite desinfectar a nossa boca, limpar dentes e gengivas, eliminando o mau hálito e contribuindo para uma melhor saúde oral. 


Mais alguma informação aqui:


Limpeza da língua
Também esta técnica melhora a nossa saúde oral.
Esta deve ser feita em movimentos descendentes, ou seja, colocamos a língua para fora, começamos na parte de trás e vamos descendo com alguma pressão. Entre cada passagem convém lavar o raspador. Geralmente 4 a 5 passagens são suficientes mas é sempre possível fazer mais algumas vezes. Há vários tipos de raspadores. O meu tem uma saliência no meio e recomendam passar no centro da língua com essa saliência para baixo e depois em cada lado da língua na parte menos áspera. Mas isto irá depender do tipo de raspador.

A limpeza da nossa língua permite eliminar bactérias (muitas vezes responsáveis pelo mau hálito) e garantir uma melhor higiene oral. Apenas a escovagem de dentes e o uso de fio dentário não são suficientes, pois grande parte das bactérias acumula-se na nossa língua.

Esta técnica é utilizada na medicina ayurvédica (medicina tradicional indiana) e também por yoguis e tem o nome de Jiva Shodhana.

Benefícios: melhora o paladar, elimina bactérias e ajuda na prevenção de dores de garganta.
“The tongue is the mirror to all the organs of the body” (a língua é o espelho de todos os órgãos do nosso corpo) e por isso devemos cuidar bem dela.

Mais informação aqui: 


Limpeza do rosto
Como tenho eczema/pele extremamente seca, o que agrava bastante no inverno, (já aqui tinha falado sobre este assunto) tenho que tenho que ter mesmo muito cuidado com aquilo que coloco na minha pele, sobretudo na do rosto que é particularmente sensível. 
Assim só posso usar esfoliantes bem leves e as esponjas também têm que ser suaves. Não convém lavar a cara com água morna abundante nem estar muito tempo em sítios com muito vapor (ou seja os banhos nunca podem ser muito longos!).
Costumo limpar o rosto com uma esponja konjac ou então com uma pequena toalha, ambas humedecidas com água morna (esta técnica da toalha é recomendada pelo Francisco Varatojo, director do IMP) para pessoas com eczema. Quer a esponja konjac, quer a toalha são bem suaves, mas permitem mesmo assim limpar bem o rosto.
Faço-o de manhã e à noite.


Escovação corporal a seco
Esta é também uma técnica indiana.

Faço-o sempre antes do banho, pois é desta forma que apresenta maiores benefícios. De seguida, limpo a escova (batendo ligeiramente na mão) e tomo um duche para remover todas as células mortas. No inverno ainda sabe melhor, ficamos logo com calor depois da escovação.

Deve ser feita da seguinte forma consoante a zona do corpo:

dry brushing
créditos imagem | Pinterest

Benefícios: melhora a circulação, remove as células mortas, elimina manchas (sobretudo das seguintes zonas: axilas, cotovelos e joelhos), elimina a celulite, entre outros. É uma óptima técnica para a pele seca e para problemas de pele como eczema e psoríase.

Mais informação aqui:

3 comentários:

  1. Muito legal, Ana! Eu fazia o oil pulling, a agua morna em jejum e a escovação a seco e não sei porque parei! Obrigada por partilhar esse post. Vou retomar as minhas praticas!

    ResponderEliminar
  2. Excelente post minha querida. Falta me fazer o oil pulling. Confesso que tenho vindo a adiar não sei bem o motivo.. Hoje depois de ler isto é os post de outros blogues que sugeres fui às compras e comprei oleo de sesamo para este fim. Vamos ver se é amanhã que me aventuro. Beijinho enorme

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina, também confesso que é o hábito que me custa mais. às vezes esqueço-me, não é por mal! Tenho que colocar o frasco de óleo de côco à minha frente para ver se tropeço nele ehehe
      Boa sorte!
      Beijinho*

      Eliminar