Produtos bio mesmo perto de casa

27 dezembro 2016




Hoje em dia consigo fazer praticamente todas as minhas compras de comida bem pertinho de casa (e é tudo bio!).
Sabe tão bem! Há uns anos atrás nunca pensaria que isto seria possível!

Para mim só faz sentido assim: produtos deliciosos, saudáveis e bio vendidos por pessoas especiais e que realmente gostam daquilo que fazem. São os meus agricultores preferidos e eles sabem disso. Além disso, a amizade que nasceu entre nós não tem preço :) 

Encomendar comida vegan e vegetariana no Porto e Braga

20 dezembro 2016

Recentemente andei a pesquisar locais/negócios que fizessem comida vegetariana por encomenda (sobretudo salgados como hambúrgueres, rissóis...). Felizmente hoje em dia já é fácil encontrar algumas coisas. No entanto, não encontrei esta informação num só sítio! Perdi algum tempo até encontrar algo que fosse efectivamente útil. Resolvi então escrever um post sobre o assunto e deixar-vos toda a informação que encontrei.
Para além de rissóis, hambúrgueres, empadas, etc. quase todos os projectos fazem também todo o tipo de doces, o que dá muito jeito de vez em quando!

Quem é amiga, quem é?

Espero que gostem e que seja útil! :)

Como ter um natal sustentável?



É muito simples ter um Natal sustentável!

No que diz respeito aos presentes de Natal, há já alguns anos que opto por não oferecer qualquer presente, mas ninguém precisa de ser tão radical quanto eu :)
Cá vão algumas dicas bem simples. Espero que ainda não tenham todos os presentes e que consigam aplicar algumas delas…

Como cuidar do rosto de forma ecológica e vegan?

12 dezembro 2016



Na área da beleza/cuidados pessoais parece-me que vou continuar a utilizar embalagens...
A minha pele é demasiado seca e sensível e com tendência a ter eczema, por isso, infelizmente, um simples óleo como o de côco não é suficiente para a hidratar. Claro que também depende da altura do ano. As alturas mais complicadas são aqueles dias muito frios e os dias de praia. A pele fica literalmente a descamar! Nestas alturas, para além de cuidar da pele de manhã e à noite, aplico creme de rosto novamente depois do almoço. Costumo andar sempre com um pequeno frasquinho na mala.
aqui tinha falado dos produtos da Odylique. Adoro-os e recomendo a toda a gente que tem eczema ou simplesmente pele demasiado sensível/seca.

Detergente caseiro em pó para lavar a roupa

05 dezembro 2016


Fazer detergente em casa é tão simples! Este é ecológico, livre de químicos e super económico.

Experimentei esta receita, mas em vez de sabão de côco, utilizei sabão de Marsela. Comprei um sabão de 700g na IdealBio que custou pouco mais de 5€. Como estava com medo de triturar pedaços grandes de sabão na bimby, ralei primeiro e depois sim, coloquei na bimby, para ficar quase em pó.

Como não perder tempo a decidir o que vestir?

01 dezembro 2016



Uma amiga enviou-me este artigo há uns tempos e não consegui deixar de pensar nele... Na altura partihei-o no facebook do blog. Adoro esta ideia de usar um uniforme e gostei particularmente do uniforme que a Matilda usa e que aparece nesta foto. Identifiquei-me totalmente!

Como ser minimalista no Natal?

30 novembro 2016


Há já alguns anos que não trocamos presentes no natal. Combinamos entre todos e deixamos de o fazer. Simplesmente não faz sentido fazer parte desta onda consumista, dar simplesmente por dar, passar horas em filas no trânsito e nas lojas para pagar, gastar tempo a escoher os presentes (muitas vezes à pressa e comprar algo só porque sim, algo que a outra pessoa poderá nem precisar ou gostar). 

A vida por aqui anda a 1000

08 novembro 2016



Mas ainda há tempo para contemplar o nascer do sol :)
Esta foto foi tirada perto de casa a um sábado de manhã. As cores do céu estavam lindas (a foto não tem qualquer edição ou filtro).

Então voltando aos 1000... Em Setembro comecei um novo trabalho!
Um novo desafio, numa área completamente nova, numa zona diferente, com outros horários e outra disponibilidade.
Estou a adorar, mas tem exigido muito de mim, não só o trabalho em si, mas a adaptação que tive que fazer em muitas áreas da minha vida pessoal.
Saio à mesma hora de casa (bem cedo) mas volto muito mais tarde.
Deixei de conseguir ir às aulas de yoga duas vezes durante a semana (vou só ao domingo), pois chego muito mais tarde a casa, apanho mais trânsito de manhã e à noite e estou muito menos tempo em casa.

Ainda estou a descobrir novas formas de me organizar e de simplificar ainda mais a minha vida e as tarefas que não conseguimos mesmo deixar de fazer (acho que aquilo que poderia eliminar já eliminei!).

Entretanto para aproveitar o facto de ir tão cedo trabalhar (vou porque gosto uma vez que o horário de entrada é às 9h/9.30), decidi começar a ir ao ginásio às 8h da manhã! Quem diria, eu que nunca gostei de ginásios! Estava sinceramente a precisar de me sentir mais activa... Estou a adorar, o que nunca pensei!

Depois há outras coisas que adorava fazer mas que agora são quase pura obrigação: cozinhar! Estou sinceramente a ponderar arranjar ajuda nesta parte. Tenho que fazer o almoço para levar todos os dias, pois junto ao trabalho não há mesmo hipóteses que goste. Esta comida até faço muito bem e faço várias refeições de uma vez só, mas o jantar... Confesso que não tenho vontadinha nenhuma de fazer! Não quero comprar nada pré-feito, primeiro devido aos ingredientes (nada saudáveis e cheios de conservantes) e depois devido às embalagens, por isso tenho estado a pesquisar quem faça comida vegan e entregue na zona do Porto. Se souberem ou conhecerem alguém avisem :) Já encontrei alguns projectos e já solicitei informações.

E não me posso esquecer de que há o blog (apesar de não publicar assim tantos posts há sempre coisas a fazer) e o projecto lixo zero (que me tem ocupado ainda mais tempo do que o blog). 

Gosto imenso de fazer várias coisas diferentes e de ter vários projectos em mente. Aliás é nestas alturas que me sinto mais criativa, por isso venham daí novos desafios. Estou pronta para mais! :)

Loja Ana, Go Slowly

02 novembro 2016

O mercadinho de domingo correu bem, mas ainda não consegui vender tudo o que queria vender! 
Alguns dos sapatos e das peças não tinham os tamanhos adequados para quem queria comprar. Assim resolvi tirar algumas fotos e colocar no OLX.

Se gostarem de alguma peça só precisam de falar comigo :)

Aqui fica o link onde podem ver todos os anúncios.



Para updates diários,
segue o "Ana, Go Slowly" no Facebook,
e no Instagram @anagoslowly/.
Para imagens inspiradoras segue-me no Pinterest.
Os podcasts do blog estão no SoundCloud.
Recomendo ainda a minha loja da amazon onde tenho várias sugestões de livros e não só.
Se necessitares de entrar em contacto, por razões pessoais ou profissionais, envia-me um e-mail para anagoslowly@gmail.com

Deixei de ter balde do lixo para embalagens

25 outubro 2016



Na minha cozinha uma das gavetas já tinha baldes para o lixo/reciclagem. Há muitos anos atrás o balde maior (que está na imagem) era destinado ao lixo comum.
Depois passou a ser o das embalagens e rapidamente se enchia! Acho que praticamente todas as semanas...
Como ando a tentar reduzir o lixo ao máximo e o lixo que fazemos mais é o do ecoponto amarelo, é nesse que temos que centrar a nossa atenção!
Então a melhor forma de reduzir é ser radical!
Agora sempre que fizer algum tipo de lixo levo imediatamente para o ecoponto. Afinal tenho 2 mesmo perto de casa e vou várias vezes lá fora com o meu cão.
O objectivo é que o pensamento "Não tenho balde do lixo para embalagens" se entranhe e nos faça pensar que não podemos produzir esse tipo de lixo!

Actualmente este balde fica com lixo para compostagem, onde cabem 3 frascos (1 grande e 2 mais pequenos). No final da semana entrego esse composto a quem precisa, lavo o balde e os frascos e ficamos prontos para mais uma semana :)

E desse lado ainda usam muitos baldes para o lixo?

Nevoazul: uma revista sobre minimalismo

21 outubro 2016


Fazia falta uma revista sobre minimalismo e ainda mais em português.
Esta revista é para ser lida com calma e com tempo. Foi por isso mesmo que demorei imenso a ler a minha. Saboreei cada página, enquanto bebia chá ou café. E vale a pena cada minuto passado a lê-la.

Qual o cantinho favorito da minha casa?

20 outubro 2016

Fui desafiada pela Ligia do blog "Organizar com Ligia Noia" a responder a esta pergunta.

Aqui fica a minha resposta :)


Tive alguma dificuldade em responder a esta pergunta... Pensei muito até começar a escrever, pois por algum motivo, que agora já compreendo, não conseguia eleger o lugar da minha casa que me deixa mais feliz…

Na realidade não o consigo fazer pois adoro todos os cantinhos da minha casa!

Desde a primeira vez que a visitei que senti que era o sítio certo e que iria ser muito feliz ali. 

Com a descoberta do minimalismo e desde que comecei a destralhar e a simplificar, passei ainda a adorar mais a minha casa! Tudo passou a fazer mais sentido e passei a usar o meu tempo naquilo que é realmente importante, em vez de passar horas e horas em limpezas, como antes fazia. Apesar de adorar a minha casa e de gostar de a ter sempre limpa e arrumada, gosto muito mais de fazer outras coisas, por isso sinto que ao reduzir aquilo que tenho ao essencial fez toda a diferença.

A nossa casa deve ter apenas aquilo que é realmente necessário e que nos permita viver com conforto e tranquilidade e ainda aproveitar todos os momentos com quem lá vive. 

Apesar de não ter um cantinho preferido acabo inevitavelmente por passar mais tempo na sala, é o sítio onde estamos todos juntos e onde o meu cão gosta mais de estar. 

A televisão vai ficando cada vez mais para segundo plano, prefiro ouvir música, meditar, brincar com o meu cão ou simplesmente tirarmos uma sesta os dois, no sofá. É tão bom!

Como diz o slogan da IKEA, viva mais a sua casa!


C:\Users\ana.martins\Desktop\Móvel branco da sala.jpg


Deixo aqui mais algumas fotos da minha casa.

Este post foi escrito para o blog da Lígia "Organizar com Ligia Noia":

On my way to zero waste #4: alternativas zero desperdício (comida, produtos de higiene e de limpeza)

12 outubro 2016

Uma vida zero waste anda de mãos dadas com o minimalismo, assim nesta rubrica pretendo documentar a minha caminhada em direcção a uma vida com menos lixo. 
O grande objectivo: lixo zero!

Como viver sem produzir lixo? Não é nada fácil, bem sei! Diria quase que é totalmente impossível! Mas há estratégias simples que todos podemos fazer. Para além daquelas que já partilhei aqui, tenho estado a trabalhar num ficheiro excel que reúne todas estas informações e que inclui uma lista de produtos que usamos no nosso-a-dia, bem como a respectiva alternativa zero waste / zero desperdício (desde comida, a roupa, utensílios, produtos de higiene e detergentes de limpeza).

Lista daquilo que posso fazer para uma vida lixo zero/sem desperdício. (o ficheiro está partilhado e é editável por todos, acrescentem informação e dicas)



Para quem quer seguir uma vida zero waste cá vão mais algumas dicas simples:
  • Começa por analisar as grandes fontes de lixo da tua casa e verifica o que se pode fazer com cada item (abre mesmo o caixote do lixo e analisa o teu lixo)
  • Substitui os itens descartáveis (copos/pratos/talheres de plástico, sacos de plástico, garrafas de plástico, guardanapos de papel, lenços de papel, toalhitas...) por versões reutilizáveis em tecido, vidro, madeira, alumínio. 
  • No caso de o ponto anterior não ser possível, opta por itens que se possam decompor/reciclar
  • No caso de não ser possível comprar a granel opta sempre por embalagens em papel
  • Sempre que possível dá preferência a produtos biológicos, ecológicos, de produtores locais
  • Para novos utensílios da casa/cozinha dá preferência a itens que não sejam de plástico: vidro, inox, madeira, cerâmica...
  • Para itens não perecíveis compra embalagens maiores (por exemplo papel higiénico...)
  • Planeia as tuas saídas/compras e leva sacos/embalagens reutilizáveis

E não te esqueças do seguinte (muito importante):
  • Zero waste é apenas uma referência! Não temos todos que produzir 0 lixo! Até porque isso seria impossível. Basta simplesmente termos esta consciência de que queremos reduzir e não ficarmos desanimados por não atingirmos essa meta.
  • Uma só pessoa pode fazer toda a diferença e pequenos passos diários fazem diferenças enormes
  • Na tua lista de compras separa por lojas aquilo que podes comprar a granel e tem sempre um kit de compras pronto, assim na altura de sair é só levar
  • Analisa uma divisão da tua casa de cada vez e vê como podes reduzir o lixo em cada uma delas. Vai avançando para a divisão seguinte. Se achares necessário, no final, repete o processo.
  • Comprar é como votar, ao comprar estamos a dizer que estamos de acordo com a filosofia da empresa/marca (embora muitas vezes não pensemos nisso), então se algo não te agrada fala, sugere ou deixa simplesmente de comprar!

2.º Podcast Ana, Go Slowly: Simplificar o guarda-roupa

10 outubro 2016




https://soundcloud.com/anagoslowly/simplificar-o-guarda-roupa

Já se encontra disponível um novo episódio do podcast. Desta vez falamos de simplificar o guarda-roupa, de armário cápsula e de como destralhar esta área da nossa vida que nos consome tanto tempo.

No final respondemos às questões que nos foram deixando no blog. Por isso se tiverem questões ou sugestões deixem aqui no blog ou enviem e-mail, teremos todo o gosto em responder.


RSS Feed: http://feeds.soundcloud.com/users/soundcloud:users:251092330/sounds.rss

On my way to zero waste #3: Livro Bea Johnson e 21 dicas para reduzir o lixo

26 setembro 2016

Uma vida zero waste anda de mãos dadas com o minimalismo, assim nesta rubrica pretendo documentar a minha caminhada em direcção a uma vida com menos lixo. 
O grande objectivo: lixo zero!

O lançamento do livro da Bea Johnson em Portugal é hoje! Em português o livro intitula-se "Desperdício Zero: Simplifique a sua vida reduzindo o desperdício em casa".

O prefácio é da autoria da Eunice Maia, fundadora da loja Maria Granel.



Apesar de eu ter o livro em inglês na versão digital e de só comprar livros neste formato, não posso perder esta edição em papel!
É um livro que vou consultar muitas e muitas vezes, por isso estou mortinha por agarrar o meu.
Enquanto não faço a review do livro, partilho convosco algumas dicas que permitem reduzir o desperdício!

Quem me acompanha no instagram tem seguido as minhas dicas lixo zero. Aproveitei as férias de Agosto para me dedicar a ler imenso sobre o assunto e a procurar alternativas. São dicas bem simples e fáceis de implementar :)

 [Comida/Alimentação]
1 - Arranja um kit de viagem lixo zero: conjunto de talheres (apesar de serem de plástico e ser preferível utilizar utensílios em madeira ou metal, como já tinha estes vou utilizar o que tenho), frasco de vidro com fruta (neste caso melancia), frasco de vidro com papas de aveia (overnight oats), maçã inteira e tâmaras em saco de tecido, guardanapo de pano. Coloquei tudo num saco térmico com uma placa refrigeradora.


2- Compra alimentos a granel. Podes consultar a lista de lojas em Portugal aqui.  Se souberes de mais alguma edita o ficheiro. Também tenho estado a adicionar as lojas ao Zerowastehome.


3 - Compra sem sacos: quando comprares algo numa loja diz não ao saco ou embalagem. Coloca num saco em tecido ou directamente na tua mala.
Na primeira foto, à esquerda, o saco que uso para roupas/acessórios e outros. À direita em cima o kit que uso nas compras de frescos da semana: caixa para frutos vermelhos, um frasco para ervas secas e 3 sacos em tecido. Uso a caixa de plástico para colocar os frutos vermelhos e assim esvazio logo a caixa que vem com os morangos. Desta forma a caixa poderá ser reutilizada. Podes também levar para casa e devolver na próxima vez. Faz o mesmo com os sacos, caso te esqueças de levar os teus: levas para casa e depois devolves. Ainda do lado direito, abaixo, os sacos de tule/rede para frutas/vegetais nos locais em que obrigam a usar saco.
Lavo os sacos usados nessa semana todos os fins-de-semana, é só colocar na máquina, não custa nada e secam super rápido.
Ando sempre com 2 sacos em tecido na mala pois podem ser necessários a qualquer altura.


4 - Usa sacos reutilizáveis para snacks: um é em forma de bolsa, o outro substitui o papel de alumínio que usamos para embrulhar as sandes e ainda serve de individual. São vendidos pela Pegada Verde mas também estão à venda no pingo doce.


5 - Faz o leite vegetal em casa, assim não acumulas pacotes e pacotes de leite para reciclar. O planeta já não precisa só de reciclagem, precisa sim que produzamos menos lixo!
Este é de aveia (receita daqui), mas podes fazer de amêndoa, côco, cânhamo...


6 - Usa um saco de tecido para comprar pão ou, se fazes em casa, para guardar o pão. Os sacos de pano são muito mais giros e muitos mais resistentes não correndo o risco de rasgar e o pão cair ao chão (não vá depois o funcionário da padaria voltar a colocar o pão no cesto, sim já vi e já me contaram que acontece...) não arrisquemos e levemos um saco para o nosso pão. Ainda ajudamos o nosso planeta e a padaria já não precisa de gastar dinheiro nos sacos. Este saco foi feito pela minha mãe.

7 - Em vez de fazeres etiquetas para colares nos frascos compra uma caneta de acetato e escreve directamente no vidro, indicando o alimento e data de validade. A tinta sai com as lavagens e há canetas de muitas cores, podes tornar os teus frascos bem coloridos :)


8 - Dá preferência a e embalagens de alumínio, papel, vidro ou ferro, pois podem ser reutilizadas e conseguem ser totalmente recicladas.

9 - Diz não aos copos de plástico e às palhinhas. Usa um copo de vidro ou bebe simplesmente da garrafa e quanto às palhinhas simplesmente recusa! Se as palhinhas te fizerem assim muita falta, compra uma de alumínio e anda sempre com ela.

10 - Para congelar comida usa frascos/caixas de vidro ou mesmo sacos de pano. Podem ser frascos de vidro reutilizáveis (de compotas, manteigas de frutos secos, geleias...) que uso para molhos e sopas ou caixas de vidro que uso para hambúrgueres, rissóis, bolinhas... O pão coloco em sacos de pano já fatiado. Quando quero usar basta colocar na torradeira.


11 - Faz compostagem/Aproveita o lixo orgânico: utiliza as cascas dos vegetais, restos de comida e borra de café para fazer compostagem. Eu não faço compostagem, até porque depois não tinha onde usar, mas guardo o lixo da semana em frascos (costumo encher 2 destes por semana, às vezes mais) e depois entrego a quem utiliza. Podem perguntar a quem tenha hortas em casa ou mesmo aos agricultores de produtos biológicos.
Aqui é possível consultar os locais de compostagem comunitária: http://www.lipor.pt/pt/educacao-ambiental/horta-da-formiga/compostagem-caseira/terra-a-terra/conheca-os-locais-de-compostagem-comunitaria/

[Higiene/Beleza]
12 - Quando tiveres que substituir a tua escova de dentes, compra uma de bambu (são biodegradáveis). Coloca já na tua lista. Usa as escovas antigas nas limpezas, são óptimas para chegar a sítios difíceis. Eu comprei a minha na Sapato verde. Gostei imenso da escova e não senti qualquer diferença em relação às escovas de plástico. Ainda por cima as de bambu são muito mais giras :)


13 - Substitui o teu champô por um champô sólido (uma vez que assim não usas embalagens).
A Lush tem uns óptimos e para todo o tipo de cabelos.
Guardo na lata da Lush e uso directamente assim, pegando na lata e passando na cabeça. É bem simples. Também há condicionadores em barra
E no banho usa sabonetes, o princípio é o mesmo: não usar embalagens. Prefere sabonetes e champôs embrulhados em papel. Algumas marcas artesanais até podem mesmo vender sem embalagens.



14 - Quando estiveres em hotéis leva sempre os teus produtos de wc e não uses os oferecidos. Claro que é muito mais conveniente usarmos o que já lá está e não irmos carregados com os nossos, mas se podemos utilizar mini-embalagens tal como há nos hotéis e reutilizá-las, o ambiente agradece, até porque na maior parte das vezes não gastamos tudo e o que sobra vai para o lixo


15 - [Só para mulheres] [Alternativa ecológica para pensos higiénicos e tampões]
Substitui os pensos higiénicos e tampões comuns por alternativas ecológicas.
Há várias opções, que beneficiam não só o ambiente mas também quem tem alergias aos tradicionais pensos e tampões, que estão repletos de químicos e são derivados do petróleo:
Pensos higiénicos e tampões biodegradáveis: É possível encontrar em várias lojas que têm produtos biológicos/dietéticos, como Celeiro Dieta, IdealBio (no Porto).
Pensos em tecido: comprei os meus à Vera num dos mercados Pan e já falei sobre eles no blog.
Copo menstrual: esta é provavelmente a alternativa mais ecológica e mais prática (para quem se adaptar ao copo) uma vez que só é necessário mudar cerca de uma vez por dia e também só temos que lavar um item (enquanto em relação aos pensos lavamos vários). Basta pesquisares na net, há imensas lojas que vendem online e também é possível comprar em farmácias.


 [Animais]
16 - [para quem tem cães] Usa sacos biodegradáveis para apanhar o cocó: às vezes pensava que quando apanhava o cocó do meu cão na rua estava a fazer pior ao ambiente do que aqueles que não apanhavam, pois o cocó é biodegradável! Logo não parece fazer muito sentido colocá-lo num saco que pode demorar cerca de 100 anos a decompor-se! Por isso usa sacos biodegradáveis. Antes de comprar também usava papel higiénico pois apesar de tudo é sempre melhor do que o plástico e o meu cão é pequeno por isso não deixa presentes muito grandes. Estes comprei na eco escolhas.


17 - Usa toalhitas em tecido (para limpar patas, focinho, olhos, rabinho ou qualquer outra coisa lá por casa na zona dos animais). Estas fiz a partir de t-shirts velhas.



18 - Compra comida e biscoitos para animais a granel. Se não for possível, dá preferência a embalagens maiores. Também é possível fazer biscoitos em casa. Já tenho algumas receitas para experimentar.

[Geral]
19 - Coloca um autocolante "Publicidade não" na caixa do correio. Esta é bem simples e não custa nada! Como não tinha papel autocolante imprimi em papel e depois coloquei papel autocolante transparente por cima. Já imprimi mais 2 para substituir caso este se estrague. Até agora deu resultado: zero correio!


20 - Nas casas de banho públicas dá preferência aos secadores automáticos ou faz como eu e deixa simplesmente as mãos secarem ao ar, depois de as sacudires bem (dizem que sacudir 14 vezes é suficiente por isso Shake Shake Shake)

21 - Se fores como eu e não tiveres nada para fazer ao final do dia, apanha lixo! Eu aproveito para o fazer quando vou dar caminhadas com o meu cão e sabias que apanhar lixo está na moda e há uma hashtag para isso? #1pieceofrubbish


Panos da Vera: alternativas ecológicas em tecido

21 setembro 2016

Usar itens reutilizáveis é uma das coisas mais simples e, ao mesmo tempo, mais eficazes que podemos fazer pelo nosso planeta e em prol do movimento zero waste pois claro.

O projecto "Panos da Vera" é um desses projectos que contribui para uma vida lixo zero e um planeta mais saudável!
Ainda só tenho os pensos higiénicos em tecido (que adoro) mas a Vera tem muitos mais produtos (a minha opinião dos pensos está lá em baixo) e faz imensos produtos totalmente personalizados (basta falarem com ela).

Então e para que servem os "panos da vera"?

História dos leitores: Carina

16 setembro 2016

Na rubrica "Partilha a tua história" irei publicar textos enviados pelos leitores que já simplificaram as suas vidas. Não há nada melhor do que nos inspiramos com outros exemplos de pessoas que mudaram as suas vidas para melhor! Acredito mesmo que uma vida mais simples é uma vida mais feliz :)

Olá Ana,

Há algum tempo que descobri o conceito de minimalismo e cada vez me interesso mais sobre o assunto.
Não me considero minimalista, nem sou uma pessoa de adotar qualquer conceito de forma radical, mas a vida levou-me a mudar algumas coisas para chegar a um conceito mais próximo da felicidade.
Talvez seja da idade, a partir dos trinta e muitos ;) comecei a dar importância a outras coisas.
Com o stress do dia a dia comecei a sentir-me cada vez mais assoberbada ou como se diz em inglês overwhelmed.
Habituada a uma cultura familiar do guardar tudo e mais alguma coisa a juntar com a cultura do comprar, comprar comprar comecei a sentir um peso no ambiente da casa que cada vez mais ficava cheia. 
Um dia dei de caras com o livro da Marie Kondo no Pingo Doce e levei-o logo para casa.

Lojas: onde comprar a granel em Portugal

13 setembro 2016

Tenho estado a contactar diversas lojas em Portugal que vendem alguns produtos a granel para perceber a oferta de cada uma e também envio algumas dicas sobre como poderão vender mais alguns produtos a granel (indicando por exemplo outras lojas e incentivando que os clientes levem os seus próprios frascos).
O objectivo: adicionar estas lojas ao site Zero Waste Home e fazer crescer o movimento lixo zero. Neste site é possível pesquisar as lojas que vendem a granel em todo o mundo. Assim se conhecerem lojas portuguesas que vendam a granel enviem-me para que eu as possa contactar :) 
Aqui segue a lista de lojas que consegui reunir até ao momento (o ficheiro está editável para que todos possam alterar e acrescentar o que for necessário): https://docs.google.com/spreadsheets/d/1bL5j4SDVYHioPstt1YUE9p8m5BUc-KtlaRLqaBAYH4Y/edit?usp=sharing 


Aproveito ainda para informar que foi criado o primeiro grupo lixo zero de Portugal! Queremos criar uma comunidade desperdício zero em Portugal e partilhar ideias/experiências/dificuldades de quem pretende seguir este estilo de vida! 

Façam crescer este movimento e façam parte da revolução :) 

O minimalismo e uma cabana

12 setembro 2016

Adoro casas simples, no meio da natureza, apenas com o estritamente necessário.
Esta é linda e fica em Ibiza.


Aulas de yoga no Cultura Curto Espaço

08 setembro 2016

Descobri este espaço em Agosto e fiquei fã!

É uma associação, criada em Junho de 2016 que para além de ter um espaço de bar/café com alguns petiscos tem imensos eventos culturais desde exposições, concertos, workshops, comida de rua e aulas de yoga!

A culpada das aulas de yoga sou eu :)
Dou aos sábados de manhã às 10.30. As aulas são para sócios e por donativo, mas podem sempre experimentar uma primeira aula sem qualquer compromisso. 

É ao ar livre e temos uma vista fantástica da praia da Aguda mesmo à nossa frente (para quem não conhece fica na zona de Vila Nova de Gaia - morada no final do post).




Sem duvida que fazia falta um espaço assim, para dinamizar esta zona e trazer a cultura a novos sítios que não o centro das grandes cidades. 

Se conhecerem projectos interessantes contactem o espaço e apresentem as vossas ideias! Ou simplesmente apareçam para conversar e beber um copo :)

Morada: Rua Major Agnelo Moreira, 14, 4410-434 Aguda, Porto, Portugal

Primeiro podcast Ana, Go Slowly: Minimalismo

31 agosto 2016

É com grande entusiasmo (e algum nervosismo confesso) que apresento o primeiro podcast do blog:

https://soundcloud.com/anagoslowly/minimalismo



RSS Feed: http://feeds.soundcloud.com/users/soundcloud:users:251092330/sounds.rss

Gravei-o com a minha amiga Sofia, também ela minimalista, que me desafiou a gravarmos um podcast. Inspiradas pelos nossos ídolos que também se dedicam a estas coisas (The Minimalists e Mind Palace - aqui duas amigas também) lá partimos para esta aventura.

Adoramos a experiência! Sentimos que foi literalmente uma conversa entre nós, apenas com um pequeno grande pormenor: foi gravada! (a parte técnica irá com certeza melhor, pois ainda precisa de alguns afinamentos).

Falamos do minimalismo de uma forma bem geral: como surgiu, quais os principais benefícios, como reagiram os familiares/amigos...

A música inicial é do Projeto Trigo (tem a devida autorização da banda) e é uma versão da música "Somente o necessário" do filme "Mogli: o menino lobo". A letra faz todo o sentido é só poderia ser em português, tal como o podcast :)
Em principio sairá um novo podcast todos os meses.
Deixem sugestões de temas para o próximo podcast nos comentários. 
Espero sinceramente que gostem!

Reaproveitar t-shirts velhas: saco de praia ou compras e toalhitas de tecido

22 agosto 2016

O marido esteve a destralhar e livrou-se de várias t-shirts (e fê-lo de iniciativa própria! eu bem digo que devemos preocupar-nos connosco e depois os outros seguirão o exemplo).

Medi uma toalhita daquelas de compra e comecei a cortar uma t-shirt aproveitando o máximo de tecido. 
Fiquei com cerca de 40 toalhitas usando apenas 2 t-shirts. Usava as toalhitas de compra para o meu cão (limpar patas quando chegamos da rua, orelhas, olhos, etc). Quando preciso de usar apenas a toalhita basta pegar numa, quando necessito que esteja húmida/tenha algo para limpar e desinfectar utilizo este frasco (antiga embalagem de champô) onde misturei água e sabonete líquido natural (à base de azeite). Assim é só colocar um pouco desta solução numa toalhita e já está. Arranjei uma pequena caixa (que ficou escondida) para colocar as toalhitas sujas, depois é só colocar na máquina de lavar roupa junto com outras coisas do meu cão, uma vez que estas toalhitas só serão usadas para ele. Em breve partilho aquilo que irei usar para substituir o papel de cozinha/papel toalha.



História dos leitores: Manuela

15 agosto 2016

Na rubrica "Partilha a tua história" irei publicar textos enviados pelos leitores que já simplificaram as suas vidas. Não há nada melhor do que nos inspiramos com outros exemplos de pessoas que mudaram as suas vidas para melhor! Acredito mesmo que uma vida mais simples é uma vida mais feliz :)

Antes de viver nesta casa, vivia num apartamento T2, com o meu marido e os nossos 2 filhos, um adolescente e uma criança. O meu marido já vivia neste apartamento antes de nos casarmos. Como tal para ele era mais do que suficiente. No entanto, quando nos casamos e tivemos a nossa filhota (o meu marido já tinha um filho do primeiro casamento, dai termos 2 filhos), o espaço começou a ficar pequeno para os 4. Comecei a pesquisar na internet, formas de aproveitar melhor os espaços, principalmente os roupeiros. Porque a casa, tinha uma despensa, mas esta tinha imensa coisa da proprietária da casa e como era uma pessoa conhecida nunca se deitou nada fora que lhe pertencesse.
O primeiro blogue que encontrei foi o da Thais Godinho, Vida Organizada. Onde encontrei um texto que resumidamente, dizia que era impossível organizar tralha. Comecei a ler e um blogue leva a outro e comecei a destralhar e a ser mais organizada. Coisa que nunca fui, sempre fui muito apegada aos bens materiais, adorava comprar roupa, havaianas e outras coisas mais. E a minha mãe ainda hoje é uma pessoa que guarda tudo, sempre com a desculpa que um dia poderá fazer falta.
E como este mundo dos blogues tem muitas ideias geniais, encontrei o minimalismo, que comecei a ler e a seguir alguns blogues com regularidade.

On my way to zero waste #2

08 agosto 2016

Não se reduz drasticamente o lixo produzido de um dia para o outro. Tal como no minimalismo, é um caminho diário. Poderemos ter em mente o objectivo final, mas não se trata de uma corrida. 
Quando descobri o minimalismo e quando me tornei vegan fiz uma lista com as várias coisas que queria mudar e o que quereria fazer em cada uma delas. 
Por isso esta pareceu-me igualmente a melhor forma de começar este desafio em torno do movimento zero waste.
A lista ainda está a ser a feita, pois vou fazendo um bocadinho cada dia à medida que vou vendo o lixo que vou produzindo. É incrível a quantidade de lixo que produzimos diariamente e nem damos conta da maior parte! O facto de tomarmos consciência já é óptimo. Acredito que depois dessa tomada de consciência é impossível ficar indiferente!

Enquanto ia fazendo a lista resolvi reorganizar novamente a cozinha, retirando tudo das embalagens para perceber os frascos que tinha em casa e aquilo que estava em falta.

Acabei por descobrir que tinha mais coisas em casa do que pensava! 
Queria comprar mais latas para chás e descobri que podia usar uma embalagem de chá que está quase a acabar (em papel) e que pode ser reutilizada. Voltei a colocar as especiarias no armário em cima do fogão e usei a caixa onde elas estavam para cebolas/alhos/batatas e já não precisei de comprar.
Consegui colocar praticamente tudo nos frascos que tinha, que reaproveitei de produtos que fui comprando.

Aqui ficam algumas fotos da reorganização da despensa:

Tanto plástico! Quando viro as especiarias em frascos, faço-o dentro do wok para aproveitar tudo o que não cai no frasco.
Despensa: Antes

Despensa: Depois (ficou apenas uma prateleira com embalagens)

A viver os meus dias em ritmo férias

05 agosto 2016

Em lista de espera estão coisas para limpar, para arrumar e destralhar e muitas ideias na cabeça para escrever. 
Mas estes dias tenho-me deixado simplesmente saborear o ritmo destes dias, que têm sido bem lentos. Na quarta de manhã fiz pão para o pequeno-almoço. Enquanto estava no forno fiz a minha prática de yoga sem pressas como há muito não acontecia. O meu querido pão foi saboreado a cada dentada sem olhar para as horas que iam passando...


Ontem dormi a tarde toda no sofá com o meu querido Tobias. Depois terminei de preparar a aula de yoga e fui dar a aula.

Sabe tão bem viver assim. E pensar que isto há alguns anos era completamente impensável porque não me permitia estar assim! Tinha que ser produtiva e estar sempre a fazer "alguma coisa".
A isto chama-se estar bem com a vida e comigo!
Aproveitem as férias para não fazer nada e para descansar muito, apenas para desfrutarem da família, dos amigos e da vossa casa.

Como manter a casa limpa e arrumada: 10 dicas

28 julho 2016



  1. Tirar os sapatos quando entramos em casa
  2. Guardar ou dar os tapetes pois só acumulam porcaria
  3. Ter o mínimo de tralha possível (quantas vezes é que já disse isto? Mas é mesmo verdade, pensem bem no tempo em que perdem a limpar as coisas que têm, no pó que elas acumulam e no mal que vos fazem!)
  4. Depois de usar, voltar a colocar no lugar (esta é tão certeira que até rima!)
  5. Fazer a cama antes de sair de casa (coloco os lençóis bem para trás quando me levanto e pouco tempo antes de sair faço a cama) - o quarto fica logo com outro ar!
  6. Dedicar 10 minutos por dia para fazer uma ronda pela casa e arrumar o que está fora do lugar (quando não coloco a roupa usada para lavar deixo a arejar e nesta altura arrumo tudo)
  7. Quando se suja, limpa-se. Quando lavamos os dentes por exemplo, basta passar a mão pelo lavatório para ficar com um aspecto limpo. Na cozinha podemos ir arrumando à medida que vamos cozinhando e no final deixamos a banca e os balcões limpos e vazios
  8. Arrumar o sofá e as almofadas
  9. Envolver toda a família nas tarefas, assim todos participam e não custa nada
  10. Não perder tempo a ver TV ou a navegar pela net (esta é sempre a mais difícil!)

créditos imagem |  http://www.greyandscout.com/

On my way to zero waste #1

25 julho 2016

Inicio hoje uma nova rubrica no blog onde pretendo documentar a minha caminhada em direcção a uma vida com menos lixo.

Sempre tive a preocupação de produzir pouco lixo e reciclar tudo o que fosse possível. Ainda assim, de cada vez que vou às compras e depois quando levo os sacos para a reciclagem sinto que preciso de reduzir muito mais! 
Hoje em dia tudo está embalado (muitas vezes em várias embalagens) e por mais que opte pelas embalagens maiores isso não me parece suficiente.

Tenho andado a ler muito sobre o assunto e foi com muita pena minha que não pude estar presente na palestra dada pela Bea Johnson dia 8 de Julho na Maria Granel.

Sou uma fã e comecei há pouco a ler o livro da Bea: 

Zero Waste Home

Blogueiros Favoritos: Ana Go Slowly

22 julho 2016

Esta entrevista foi publicada no blog do MaisCupão.


Como surgiu a ideia de criar o teu blog?
Criei este blog porque precisava de algo que me “obrigasse” a ser mais calma, mais feliz, a redescobrir os simples prazeres da vida e também onde pudesse partilhar tudo isto com os outros.

Já tinha tido um blog há uns anos atrás e sempre gostei muito de escrever. Quando descobri o minimalismo senti-me tão inspirada que escrevia todos os dias! Comecei a ler imenso sobre este assunto e tudo aquilo que lia inspirava-me a mudar algumas coisas na minha casa e também na minha vida e forma de estar. Naturalmente senti necessidade de escrever tudo isso para mais tarde recordar e relembrar o que essa mudança tinha trazido à minha vida. Comecei por escrever numa espécie de diário e só mais tarde resolvi criar o blog. Para além de minimalismo, escrevo também sobre outras coisas que de certa forma estão relacionadas, como vida e alimentação saudável.

Dar um nome ao blog não foi difícil, sempre gostei do mantra “Smile, breathe and go slowly” do monge budista Thich Nhat Hanh e precisava de algo que me relembrasse que posso sempre andar mais devagar…

E assim nasceu o Ana Go Slowly, um espaço onde registo tudo aquilo que me faz feliz, partilhando-o com os outros, e que me relembra que tenho que abrandar, todos os dias.


O que podemos encontrar no teu blog?
Muito conteúdo sobre minimalismo, vida simples, yoga e acima de tudo, pequenas dicas que nos permitem viver uma vida mais simples e mais feliz. São estes temas que verdadeiramente me inspiram e sobre os quais gosto de escrever. Penso que com a correria dos dias de hoje, estes temas são cada vez mais valorizados. As pessoas estão realmente a perceber a importância de abrandar e de cuidarem mais de si próprias.

O que pretendes com o teu blog?
Continuar a partilhar mais informação útil com os leitores e divulgar o estilo de vida minimalista. Sinto sinceramente que uma vida mais feliz passa por aqui. No fundo quero que o blog cresça cada vez mais e que mais pessoas descubram pequenas estratégias para se tornarem mais felizes. Se algum dia conseguisse criar um projecto mais profissional com o blog seria ouro sobre azul!

O que faz com que o teu blog seja diferente?
Acima de tudo é genuíno, e reflecte bem aquilo que sou. Partilho aquilo que considero verdadeiramente útil e depois de ter aplicado no meu dia-a-dia. Sou uma apaixonada por organização e vida simples e penso que essa paixão se reflecte nos meus posts.

Que conselhos dás aos nossos seguidores para pouparem e chegarem ao final do mês mais confortáveis?
Valorizem mais as experiências do que os bens materiais, reflictam sobre aquilo que é efectivamente essencial e comprem apenas o que realmente faz falta. Aproveitem descontos e promoções e comprem em maiores quantidades itens que utilizam diariamente. Não vão às compras sem uma lista, e isso aplica-se tanto à comida como à roupa. Aproveitem os saldos das lojas de roupa para comprar os itens que já tinham colocado na vossa lista. Façam compras inteligentes, optando por objectos/utensílios/peças de roupa que tenham várias funções. Vendam aquilo que não usam e que ainda está em boas condições.


Segues outros blogs?
Sim imensos, adoro blogs! Deixo aqui alguns sobre organização/minimalismo: vidaorganizada, zenhabits.net, becomingminimalist, bemorewithless, un-fancy, theminimalists e blogs de cozinha vegetariana como notguiltypleasure, madebychoices, compassionatecuisine. E este de decoração: myscandinavianhome.

Descontos e promoções em MaisCupão

20 julho 2016

Para além de ponderar bem as compras que faço, gosto de fazer compras inteligentes e aproveitar saldos e descontos.

Costumo por exemplo aproveitar a época de saldos para comprar os itens que fazem falta no meu armário cápsula. Apesar de muitas vezes os itens básicos não estarem em desconto, de vez em quando encontram-se algumas promoções, portanto há que estar atento.

Fiquei a conhecer recentemente o site MaisCupão que reúne várias lojas com ofertas e descontos, portanto num só sitio conseguimos ter acesso a uma série de descontos.