Abril começou em modo slowly

08 abril 2015


No feriado acordei bem cedo e coloquei as roupas para lavar, afinal já o costumo fazer à sexta. Tomamos o pequeno-almoço em família, sem pressas. O pão estava tão bom que não resisti em colocar mais um na torradeira!

Fomos à nossa caminhada matinal e acho que nunca me senti tão relaxada, o tempo estava tão bom... eu senti algo tão diferente que até é difícil de explicar.

De regresso a casa estendi as roupas e vi um filme.

Preparamos o almoço e arrumamos a mesa. 

Eu sabia que tinha imensa coisa para fazer, queria aproveitar este dia extra para fazer uma limpeza mais profunda, além disso ainda tinha a louça lavada na máquina para arrumar e cá fora a louça do pequeno-almoço e agora do almoço... A casa estava cheia de pó e pêlo, porque na semana anterior fiz um ultra speed cleaning precisamente porque sabia que teria este dia para limpar melhor.

Parecia estar tudo ali à minha espera, tudo pronto para começar. Só que eu não estava pronta, apetecia-me descansar, não queria arrumar e limpar só porque sim, queria fazê-lo quando tivesse vontade, quando fizesse sentido. Por isso decidi relaxar um pouco no sofá com o meu quatro patas e acabamos por dormir a tarde toda. Soube-me lindamente! Já não o fazia há tanto tempo! O meu corpo estava cansado e eu simplesmente dei-lhe o descanso que estava a precisar. Quando acordei fizemos tudo o que havia para fazer! 

Só acabei à noite, é verdade, mas valeu a pena porque descansei a sério e dei ao meu corpo aquilo que ele estava a precisar.

Faz mais isso: vive o momento e ouve o teu corpo :)


5 comentários:

  1. Olá Ana! Ultimamente também tenho feito o mesmo...ouvir o que o meu corpo diz e descansar mais...mesmo que tenha a casa para limpar. Tenho dito a mim própria que não tenho de ser perfeita e que preciso de abrandar, mas nem sempre é fácil! Vou conseguindo!! :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Ana!

    O nosso corpo comunica sempre conosco, e muitas vezes teimamos em não lhe dar ouvidos.
    É tão bom quando o fazemos, faz-nos tão bem! Eu ando a fazer um esforço para ceder mais aos seus pedido!!
    Beijinho, tem um bom dia!

    ResponderEliminar
  3. Sabe mesmo bem :) já desisti de ter a casa em estado perfeito, ficava stressada, não fazia o que queria e não tinha tempo para mim. Decidi parar, relaxar, dar-me tempo para fazer o que gosto e no fim dei por mim a conseguir fazer tudo sem me massacrar. Temos mesmo que dar ao nosso corpo o que precisa! Um bom e relaxado Abril para ti :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Olá! É mesmo assim que temos de pensar! Ouvir o nosso corpo e deixar um pouco de lado as "obrigações domésticas"... nós não temos de ser escravas da nossa própria casa. O bom do minimalismo e de ter apenas o essencial para nós é que há sempre menos acumulações e coisas para arrumar...o que poupa imenso tempo! Para mim fazer a limpeza é mesmo só fazê-la e não arrumar mil e uma coisas que estão fora do sítio. Mas ainda assim já fiz como tu e deixei-me relaxar pois também é muito preciso, e às vezes esquecemo-nos que nós e o nosso bem estar está em primeiro lugar. Continua assim "Slowly" :)

    ResponderEliminar
  5. E assim é que é. Um dia por outro assim, faz bem ao corpo e à alma!
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar