Acabou Janeiro e com ele o desafio minimalista

02 fevereiro 2015


Janeiro passou a voar e com ele o desafio minimalista dos 30 dias, do qual tinha falado aqui.

Adorei o desafio e recomendo! Confesso que agora até sinto falta dele! Adorava acordar de manhã e espreitar qual era o desafio daquele dia!

Antes de iniciar, tentei adaptar o desafio da melhor forma possível, ou seja, algumas tarefas deveriam ser realizadas ao fim-de-semana por uma questão de tempo e outras nunca poderiam ser realizadas em dias em que estou fora, por exemplo. Então tentei distribuir as tarefas de acordo com aquilo que já tinha planeado para o mês de Janeiro. Outras tarefas não faziam sentido porque já faço, então nesses casos tentei definir outras tarefas semelhantes ou que já queria implementar há algum tempo.

Criei uma entrada no meu google calendar para cada dia com um aviso. Todos os dias recebia de manhã um aviso com a tarefa. Até a tarefa ser concluída não lia o aviso. Sempre que pegava no telemóvel lá estava ele a avisar-me que eu tinha que trabalhar naquela tarefa. Nem sempre consegui cumprir tudo à risca, mas se não fazia uma tarefa num determinado dia fazia-a no dia seguinte.

Na semana passada, por exemplo, estive fora 2 dias e sabia que seria mais complicado cumprir as tarefas, então cumpri 2 tarefas num dia. O importante é mesmo adaptarmos este tipo de desafios à nossa vida.

A que mais me custou e que mexeu mais comigo foi a “No-complaint day”. Graças a esta tarefa apercebi-me que realmente me queixo imenso! Foi muito difícil! Mesmo que às vezes sejam pequenas coisas, tudo isto conta e são estas pequenas coisas que muitas vezes nos fazem sentir mal-dispostos sem nos apercebermos. Foi difícil, mas foi muito bom obrigar-me a pensar antes de falar, reflectir se realmente valia a pena abrir a boca para me queixar. De todas as vezes achei que não e não falei. No final do dia falei sobre o desafio em casa e o quanto me tinha custado. Mas foi óptimo porque me fez pensar e senti que mudou, mesmo tendo sido um só dia. O que acontece nestes casos, é que apesar de ser um só dia, aprendemos sempre alguma coisa e vamos tentando aplicá-lo noutros dias. O objectivo deste tipo de exercícios é mesmo esse!


Não fizeste o desafio em Janeiro? Ainda vais a tempo! Podes fazê-lo em Fevereiro. Vê este post da Mariana e da Raquel.

Boa sorte!

4 comentários:

  1. Também vou fazer este desafio em breve, talvez já em Março. E estou muito curiosa, apesar de acreditar que alguns dias não vão ser fáceis. Ainda bem que gostaste:)

    ResponderEliminar
  2. Ana, que legal que realizou o desafio minimalista! A palavra desafio já demonstra que não será algo fácil, que será uma prova que temos que passar e o importante é tentar :)

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana! Ainda bem que gostaste :) Vou mesmo no início mas também estou a gostar...gosto de desafios e este não é muito complicado de se fazer. Quando li as tarefas todas o que me deixou mais a pensar foi "Not-complaint day", pois tenho a noção que passo os meus dias a queixar-me e a reclamar sozinha...vai ser um bom exercício!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Há um restaurante vegetariano na comunidade hindu Portugal
    Mafaldinha

    ResponderEliminar