Simplificar ainda mais no dia-a-dia

18 junho 2014


A mudança implicou mais organização, mais simplificação, mais minimalismo e mais ginástica de tempo. 

Comecei por registar todas as tarefas domésticas (diárias, semanais e mensais) e depois todos os nossos compromissos. Li e reli e comecei a cortar o que poderia deixar de fazer. Em casa há sempre coisas que podemos deixar de fazer. Se posso arrumar ou adiantar tarefas hoje faço-o e assim já não deixo a tarefa para aquele dia específico da semana. Se hoje até tenho algum tempo livre então aproveito para adiantar algumas coisas (se bem que às vezes só dá vontade de ficar a descansar). Mas se sei que esse descanso só me trará benefícios a muito curto prazo (pois depois o que vai custar vai ser perder o dobro do tempo a fazer alguma coisa) arranjo logo motivação para deixar a preguiça de lado! Claro que às vezes falho e deixo-me mesmo levar pela preguiça, mas o que conta é a regra e não a excepção! Por isso, se tens o mesmo problema, pensa em que como te irás sentir quando concluíres determinada tarefa e pensa que no final podes descansar à vontade.

O speed cleaning é cada vez mais speedy e os hábitos cá de casa passam mesmo a ser diários: manter tudo limpo e arrumado. O que se suja e desarruma no dia é feito no dia. Já nos sai tudo naturalmente por isso nem sentimos grande diferença. A roupa é lavada durante a semana, no máximo tudo até sexta-feira à noite. Depois no fim‑de‑semana só temos mesmo que recolher e arrumar o que ainda falta. Passar a ferro só mesmo as peças que precisam e nada mais (como já tinha falado aqui). O segredo é mesmo reduzir as tarefas ao máximo (fazendo apenas o essencial) e não deixar acumular muita coisa para fazer - vai-se fazendo!

Quanto às refeições, sempre que posso preparo a comida para dois dias seguidos e ando sempre à procura de receitas novas e rápidas. O livro da Gabriela Oliveira tem sido uma ajuda preciosa, com receitas deliciosas quer para o dia-a-dia (as mais rápidas), quer para o fim-de-semana (as mais demoradas).

Só ando numa luta constante com a redução das despesas do supermercado. Esta é mesmo a área onde gasto mais dinheiro! Confesso que com a comida nunca me preocupo muito em poupar! Se é saudável, compro e pronto, mas não pode ser! Este ano preciso mesmo de poupar mais, pois há muitas coisas em lista de espera que quero mesmo fazer! Se tiveres conselhos partilha :) Prometo que vou investigar mais sobre o assunto e sempre que descobrir boas dicas partilho por aqui.

Como agora passo mais tempo de um lado para o outro, também me preocupei em reduzir ao máximo o peso que tenho na carteira (e a carteira minimalista veio mesmo ajudar) e que comida pode andar sempre comigo para todo o lado (as bananas e frutos secos são os meus aliados e a garrafa de água também).

Quanto ao tempo que passo na net, este é cada vez menos e por isso também reduzi os blogs que acompanho e as newsletters que leio. Se o tempo não dá para tudo temos mesmo que cortar naquilo que não é tão importante. Só tenho mesmo que arranjar mais tempo para o blog pois sinto imensa falta disso!

E por aí o que tens feito para simplificar a tua vida?


9 comentários:

  1. Bom dia,

    Eu comecei a simplificar depois desisti e agora voltei em força e nada de desistências!!! Só quero ouvir falar em inspiração :-) Agora ando na primeira fase (again porque da primeira vez tive um mês a destralhar tudo e mais alguma coisa mas voltou tudo a ficar virado do avesso): o destralhamento a fundo!! Comecei pela cozinha que a meu ver é o que estava mais atafulhada de coisas! Ela é pequena e não tem grande arrumação mas com calma vou conseguir simplificar tudo assim como você já conseguiu :-D O meu problema maior é mesmo o Gajo, acha piada ao conceito mas não adere em nada :-( e sim, ele é um bocado desarrumado e muito acomodado ao sofá! Vamos lá ver se descubro a melhor maneira de também ele começar a colaborar!

    Beijinho **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sofia! Acredita que achar piada ao conceito já é muito bom, é meio caminho para a coisa começar a correr como tu queres ehehe por isso não desistas! Continua a inspirá-lo e a dar ideias ;)
      Beijinho

      Eliminar
  2. Olá Ana. Foi a minha mudança para França que me levou a organizar mais, a simplificar mais e minimalizar mais :) Aqui por casa já se simplificou muita coisa e o processo ainda continua. Também tenho um certo problema com o homem cá de casa (como a Sofia), mas aos poucos vou notando umas diferença...não uma adesão completa, mas vai aceitando.
    Tenho tido também alguma dificuldade para reduzir as despesas do supermercado. Neste momento faço uma tabela com todos os gastos descriminados por categorias para ver onde há mais gastos para tentarmos reduzir, fiz outra tabela com a comparação dos preços dos dois supermecados onde fazemos compras, e claro planeio as refeições durante semana. Este mês acho que vou conseguir reduzir, pelo menos vai num bom caminho :)
    Desculpa o comentário ser um pouco grande.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Raquel! Eu adoro receber comentários, por isso força! Essa ideia de discriminar as despesas de supermercado é muito boa! Vou ver se faço isso. Obrigada pela dica ;)
      Beijinho

      Eliminar
    2. Ana se quiseres posso enviar a tabela que tenho feita em excel...depois podes editar consoante o que compras.
      Beijinhos

      Eliminar
    3. Obrigada! Se puderes então envia para anagoslowly@gmail.com :)
      Beijinho

      Eliminar
  3. O supermercado também é o que mais me tem custado, tenho sempre tendência a gastar mais :S As coisas que faço também já deves fazer, que é deixar de comprar coisas desnecessárias: produtos processados, salsichas, hambúrgueres, seitan, bolachas, cereais...tudo isso pode ser feito em casa, de modo mais saudável e mais barato. A única coisa que continuo a comprar é tofu porque demora mais tempo a fazer de raiz e isso não é prático para o meu dia-a-dia; fazer uma lista de compras e cumpri-la à risca; aproveitar as promoções, comprar a granel, etc, etc.
    Mas há uma coisa que me reduz muito a despesa: ir sozinha às compras!! É que se levo o marido, esquece, quando dou por ela já tenho o cesto das compras cheio de coisas que não interessam para nada e pedincha sempre alguma coisa.
    Portanto a minha dica é: ir às compras sozinha e chamar o marido só quando for para levar os sacos para casa ihih :P

    beijinho**

    ResponderEliminar
  4. Sim, também deixei de comprar muitas coisas mas mesmo assim acho sempre que posso fazer mais!
    Obrigada pelas dicas, adorei a do marido e acho que tens mesmo razão!
    Outra coisa que acho que não ajuda nada (por estranho que pareça) são os descontos, acabamos por gastar sempre mais!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Oi Ana, quanto tempo não passo por aqui. Também tenho simplificado mais e mais como você :)
    Nos últimos meses também adotei a estratégia de arrumar/limpar/organizar no momento, ao invés de deixar para outro dia. É só gastar um pouquinho de tempo todo dia e as coisas ficam sempre em ordem. No quesito alimentação, também tento sempre que possível antecipar os pratos, para evitar desperdícios e correria. Só não descobri ainda como economizar no mercado (e eu bem que tento!), mas quem sabe eu ainda chegue lá?
    Abraço,

    ResponderEliminar