Simplificar a vida e definir o que é prioritário

27 setembro 2013

Um dos princípios mais importantes do minimalismo não é só livrarmo-nos de coisas, é, sobretudo, focarmo-nos no essencial. Muitas vezes até acabamos por adicionar mais coisas, pois aqui não se trata de eliminar só por eliminar. Apenas eliminamos o que não faz falta, justamente para acrescentar aquilo que faz.

Nas férias (que parece que já foram há um tempão!) reflecti muito sobre a vida e voltei a pensar naquilo que é mais importante para mim, naquilo onde quero investir o meu tempo. Mesmo com tudo o que já eliminei há sempre mais… Coisas antigas que vão ficando e coisas novas que vão aparecendo. 

Já descobri que só vou conseguir fazer o que quero fazer eliminando, eliminando, eliminando e claro, adicionando o que interessa.

Não consigo fazer tudo, até porque não quero abdicar do que já construí: uma vida mais focada e simples. Por isso o segredo é continuar a eliminar coisas que pouco ou nada acrescentam à minha vida.

Claro que há certos períodos em que não temos mesmo hipótese: temos que fazer mais coisas em menos tempo, mas isso ocorre em fases específicas e não é a isso que me refiro aqui.


Então comecei a minha análise pelas rotinas.

Sabia que queria mudar algumas coisas quando as férias terminassem e sabia que o sucesso desta tarefa só dependia de uma coisa: definir bem o que queria mudar e aquilo que queria manter.

Basicamente “peguei” nas minhas rotinas e nas coisas extra que me fui lembrando e respondi às seguintes questões:

O que devo manter? O que está bem?

O que quero eliminar? O que não faz sentido?

O que posso editar?

O que posso acrescentar?

Isto aplica-se a tudo na nossa vida: rotinas, compromissos, trabalho, vida pessoal, objectos, roupas, comida, fonte de informação (esta para mim é das mais sugadoras de tempo). Enfim tudo!

E como se pode aplicar isto em prática no dia-a-dia: fazendo pequenas coisas que nos permitam viver de acordo com as nossas prioridades. Quanto ao resto, o que tem que ser feito porque sim, porque faz parte e que até não gostamos assim tanto mas tem que ser, devemos tentar simplificar o processo ao máximo, agilizar e automatizar se for possível. Se nada disto for possível, há uma que faz milagres: ver as coisas sob uma outra perspectiva. Se não podemos mudar as coisas, podemos sim mudar a forma como as vemos!

Quanto a listas de coisas para fazer, registem apenas as 3 mais coisas importantes do dia. No início pode ser complicado fazer tão pouco, mas com o tempo (simplificando, simplificando e simplificando) ainda se consegue ter menos do que 3 coisas, acreditem em mim.

E para os mais cépticos, simplificar não é deixar as nossas vidas vazias, sem nada. É sim deixá-las apenas com o mais importante, com aquilo que faz sentido para nós. E como as nossas vidas vão mudando, é óbvio que as nossas prioridades também, por isso é que é importante reflectir sobre o assunto de vez em quando.

Na minha vida quero:


Investir cada vez mais em tempo de qualidade a dois! Por exemplo, passando mais fins-de-semana fora aqui e ali. Nós adoramos “road trips” e portanto há que aproveitar enquanto o podemos fazer. E como são apenas fins-de-semana é muito mais fácil de concretizar do que passar uma semana fora, por exemplo.

Quero ainda...

Aprender mais sobre fotografia (cada vez gosto mais deste mundo!);

Dedicar-me ao blog (é das coisas que mais gozo me dá fazer);

Ter o cantinho das ervas aromáticas cá em casa e quem sabe arranjar um espaço maior em casa de um familiar para plantar legumes e fruta (como falei aqui);

Continuar a dedicar-me à cozinha (descobrir novas receitas e inventar);

Continuar a praticar exercício físico todos os dias;

E no trabalho, fazer o máximo em menos tempo possível, evitar distracções e sair a horas (pois acabo por sair bem mais tarde do que deveria…).

A ideia é tentar implementar uma coisa de cada vez, devagarinho. Algumas das coisas já estão a ser feitas, outras para lá caminham.

Estas ideias são apenas um guia, pois já sabem que há muito que me deixei de objectivos :)

E por aí? É tudo importante ou definem prioridades?

4 comentários:

  1. Ótimo post! Me faz muito bem ler seu blog, me inspira a buscar essa simplicidade, do que manter mil coisas e mil compromissos e me sentir frustrada quando nao sobra tempo para as coisas mais importantes da vida... Estou em processo ainda! Obrigada pelas dicas! Seu blog é ótimo! Grande abraço do Brasil!

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso desta leitura. Identifico-me com muito do que dizes e partilho contigo as diferentes coisas que pretendes continuar a explorar e descobrir. Vou recomendar este post na minha rubrica Leituras de Domingo! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito deste post, definir prioridades e ficar com apenas aquilo que me faz feliz é meeeeesmo que quero fazer, que a vida é demasiado curta para andarmos chateados e infelizes com ela! Na próxima semana vou começar com o intem "Fazer exercício físico!" Vou experimentar yoga e vou recomeçar as corridas, a ver se combato a inércia tão tipica do Inverno!! (correcção: a ver se combato a inércia tão tipica da minha pessoa!!).

    Espero que consigas teu cantinho aromático e a tua horta! :) Também não desisti de o ter, só ainda não descobri como :P

    beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      Fazes muito bem :)
      Força nisso!
      beijinho

      Eliminar