Para ler no fim-de-semana

20 setembro 2013





Ainda sobre as férias:



O desapego e os custos irrecuperáveis. Custa muito livrarmo-nos de coisas que foram bastante caras ou que nos deram trabalho a comprar e/ou a manter. Mas será que se nos livrarmos já já delas, não iremos a tempo de recuperar esse tempo e dinheiro perdidos? Se der para vender, ainda recuperamos algum dinheiro. Mas quando não dá ou quando não queremos ter esse trabalho, continuo a achar que compensa muito mais não termos as coisas: não perdemos tempo nem dinheiro na sua manutenção, ganhamos espaço e deixamos de ficar chateados de cada vez que olharmos para elas e pensamos no assunto.

Uma das grandes dificuldades que enfrentamos quando estamos a minimizar: E se algum dia voltar a precisar?

Beringela parmigiana - experimentei esta receita e adorei! Apenas adicionei algumas rodelas de curgete e usei um queijo de tofu que fiz em casa parecido com este. O tofu ficou mesmo com ar de requeijão e ficou muito bem na receita. Adorei! Uma verdadeira delícia! 

Menos é definitivamente mais! Adoro o meu café de manhã, mas só bebo mesmo esse durante todo o dia. Acho que se bebesse mais deixava de ter a piada que tem! Não vos acontece isso com outras coisas? Quando fazemos determinada coisa muitas vezes perde aquele encanto...


Será que a nossa vida tem um propósito? Será que temos uma missão? - Este post fez-me voltar totalmente à infância e desde que me tornei minimalista foram várias as vezes em que recordei muitas coisas que me marcaram nessa altura... Curiosamente essas são as coisas que agora têm mais importância: a ligação com a natureza, o bichinho dos computadores, o porquê de termos que nos alimentar de animais, o ajudar os outros, o gosto pela cozinha (que nasceu na cozinha da minha mãe e da minha avó, sempre que as observava a cozinhar)... Tanta coisa! Adoro pensar nestes momentos, deixa-me feliz!

Este vídeo já circulou um pouco por todo o lado mas nunca é demais partilhá-lo. E se vivêssemos sem telemóvel viveríamos mais?

1 comentário: