Go slowly: acorda mais cedo e bem

30 setembro 2013


As “go slowly” são pequenas dicas que podemos implementar no nosso dia-a-dia que nos permitem viver de forma mais lenta, relaxada e feliz. Fazem-nos ver a vida de outra forma e ensinam-nos a valorizar as pequenas coisas. Vamos a mais uma dica?


Como já perceberam, gosto de acordar cedo e, também, de me deitar cedo!

Nem sempre fui assim. Nos tempos de adolescente e estudante universitária deitava-me muito tarde e passava muitas noites sem dormir. Era uma noctívaga e as noites rendiam-me muito mais (para estudar, ler, ver filmes, ouvir música e também sair). Os dias não eram passados a dormir. Como eu não gostava de dormir (achava eu que era tempo perdido) dormia muito pouco. Às vezes 4 horas, outras vezes mais, outras vezes menos. Como não queria faltar às aulas e como gostava de me deitar tarde, tinha que arranjar forma de conciliar as duas coisas, portanto, não dormindo!

Mesmo quando comecei a trabalhar deitava-me muito tarde e claro que depois tinha sempre sono durante o dia!

Há uns anos fiz as pazes com o dormir e percebi que apesar de não ser um tempo produtivo, no sentido de ser usado para fazermos coisas, é produtivo para o corpo e mente, pois permite que estes descansem e recarreguem energias para o dia seguinte. 

Assim, alterei o meu horário de sono e passei a deitar-me e a acordar cedo, mesmo aos fins-de-semana.

Deixei de me sentir cansada e os dias passaram a ser mais produtivos.

No ano passado passei a acordar ainda mais cedo, pontualmente, para fazer coisas que gosto, como ler, meditar e fazer muffins para o pequeno-almoço... Este ano decidi ir ainda mais além, acordando mais cedo todos os dias e incluindo o exercício físico.

Acho que o importante é mesmo acordarmos para fazer algo que gostamos, senão lá se vai a motivação... Depois é uma questão de hábito e torna-se até um vício (saudável claro), sentimo-nos melhor, o tempo rende mais e já não queremos ficar na cama.

Ao longo do tempo fui desenvolvendo vários hábitos que me ajudam a acordar bem e que influenciam positivamente o resto do meu dia. Claro que nem todos eles são feitos todos os dias, mas se sentem que estão a precisar de mudar alguma coisa no vosso despertar, experimentem alguns deles:

- Hora de deitar: por volta das 22.00/22.30 ou só quando sinto sono. Não gosto de me deitar sem sono, pois demoro uma eternidade a adormecer, portanto a ideia é ir desacelerando cerca de uma hora antes da hora de deitar, assim o nosso corpo já está preparado para descansar. Com o desacelerar quero dizer, deixar o computador, jogos, e deixar de arrumar e organizar coisas. Para relaxar gosto de tomar chá, ver alguma série (a mim a tv dá-me sono, mas a quem não der, não recomendo), ouvir música, conversar e até fazer algumas posições de yoga e meditar. A ideia é evitar coisas demasiado stressantes ou exigentes a nível físico e mental.
Aos fins-de-semana deito-me obviamente um pouco mais tarde, mas se não tiver um programa específico para fazer acabo por ter sono não muito tarde e vou deitar-me.

- Hora de acordar: 5.00 (aos fins-de-semana faço-o por volta das 8h no máximo) - acordar cedo, com calma é o 1.º passo para o dia correr bem. Acordar tarde, andar stressado e sair de casa a correr deixa-nos logo mal-dispostos e sem energia.

Antes de implementar este novo hábito de acordar mais cedo, acordava por volta 6.00 e apesar de ter algum tempo para fazer tudo calmamente, não tinha tempo para fazer o que mais gostava... O bichinho madrugador andava aqui sempre a dizer-me que eu podia perfeitamente acordar mais cedo, só que eu achava que era impossível pois não me conseguia deitar mais cedo e depois tinha medo de andar mais cansada… Este ano resolvi pôr essas dúvidas de lado e ir em frente. Afinal experimentar não faz mal, se depois não gostasse voltaria a fazer tudo como antes.

Se queres levantar-te mais cedo, começa por fazê-lo apenas 10 minutos antes numa semana, depois na seguinte outros 10 e assim sucessivamente até chegares à hora que pretendes. Não te esqueças que a hora de dormir também deve acompanhar o mesmo ritmo.

- Melhor forma de acordar: sem despertador, sem dúvida, mas nem sempre é possível. Dizem que a wake-up light também é muito boa, mas não tenho. Então acordo com o telemóvel, que coloco apenas a vibrar e esse barulho é suficiente. Muitas vezes acordo antes de o despertador tocar, o que é ainda melhor pois acordo de forma natural. Depois é uma luta para sair do quarto pé ante pé evitando fazer qualquer barulho, pois o marido tem o sono muito leve (mas eu já estou a ficar perita).

- Limpar o corpo: bebo um copo de água morna com umas gotas de limão. Esta mistura é óptima para limpar o organismo.

- Alimentar a mente: escrever/ler ou qualquer outra coisa que me dê prazer. Neste momento tenho-me dedicado ao blog e quando não surgem logo ideias começo por ler os blogs que acompanho habitualmente. Também uso o pinterest como inspiração.

- Exercitar o corpo e os pulmões: gosto de fazer alguns exercícios de relaxamento (incluindo a respiração) e de flexibilidade. Depois gosto de saltar à corda e de fazer alguns exercícios localizados e termino novamente com exercícios de relaxamento.

- Limpar a mente: através da meditação (cerca de 5/10 min). Comecei por utilizar a aplicação Dharma Meditation Trainer no smartphone . Tem vários níveis e cada meditação tem uma frase de reflexão. É possível definir o som utilizado, o tempo máximo de meditação e ainda definir um alarme para lembrar que é hora de meditar. Quando comecei a usar esta aplicação ajudou-me imenso a manter este hábito e também a estar concentrada. Hoje em dia nem sempre a uso pois já estou habituada.

- Refrescar o corpo: um duche rápido sabe tão bem! Alternar entre água quente e fria dá-nos logo mais energia (como no Inverno é mais difícil, reduzam só um bocadinho a temperatura)

- Alimentar o corpo: preparo o pequeno-almoço (para mim a refeição mais importante do dia). Gosto de comer calmamente e de aproveitar para conversar com o companheiro (sabe tão bem!). Geralmente como fruta e pão e tomo café ou café com leite de soja. Há dias especiais em que há panquecas ou muffins. Durante muitos anos só comia cereais (tipo muesly) e fiquei um pouco cansada, por isso ainda estou na pausa. Talvez um dia volte a comer, pois afinal comer cereais saudáveis ao pequeno-almoço é também uma boa alternativa.

- Alimentar a alma, sorrindo e sendo feliz: não adianta fazer todas estas coisas se não nos sentirmos bem e felizes. Por isso sorri e sai de casa com boa disposição!

Mais inspiração sobre o assunto aqui:






E vocês acordam mais cedo ou ficam a dormir até à última?

6 comentários:

  1. Olá Ana! Estou contigo, só a parte do meditar é que não implementei.
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Acordar cedo eu já consigo (por volta das 6) e sem despertador, agora estou a organizar-me para poder aproveitar bem esse tempo. Infelizmente sinto que apesar de acordar cedo ainda não consigo rentabilizar essa hora da melhor forma. Mas estamos sempre a evoluir e como tu dizes a criar novos habitos e é isso que tento fazer. Criar novos habitos que me façam sentir mais feliz :)
    Jinhos

    ResponderEliminar
  3. Ana, incrível post. Identifiquei-me imenso com as tuas palavras, tirando o facto de acordar e deitar tão cedo ;)
    Antes fazia questão de acordar mais cedo, e de dormir 7/8 horas, a verdade é que fui conhecendo o meu corpo e sei, neste momento, que ele precisa mesmo de 9 horas de sono, portanto passei a acordar 1 hora mais tarde. Deitar muito cedo não consigo, mas nunca me deito ás tantas.
    Evito o uso de telemóveis, porque noto perfeitamente que me deixa mais ansiosa. Tal com tu partilho do amor pelo pequeno-almoço e gosto de me actualizar de manhã com notícias. Vai falando sobre estes teus planos, é inspirador!

    ResponderEliminar
  4. obrigada Ana...
    por tudo, mas sbtd obrigada pela última frase. hoje estava a precisar de ouvir/ ler algo assim :)

    ResponderEliminar
  5. Adorava ter essa força de vontade, mas não consigo (ainda) levantar-me cedo! Foi bom ler este texto.

    ResponderEliminar