Uma vida mais eco-friendly

17 julho 2013

Os flashbacks são, como o próprio nome indica, um regresso ao passado.
Foi por volta de Novembro de 2011 que comecei a ler sobre minimalismo e que transformei literalmente a minha vida!
Na altura não tinha blog mas escrevia numa espécie de diário.
Quando criei o blog, um ano depois, recuperei alguns desses textos para te inspirar a fazer o mesmo. Espero que gostes!

Sempre fui muito preocupada com o ambiente e portanto sempre tive uma vida eco-friendly. Ainda assim, o minimalismo permitiu-me ir mais à além!

Primeiro de tudo, tornei-me vegan, algo que sempre quis desde que me tornei vegetariana! A vida foi acontecendo, foi passando e fui adiando esse desejo... Quase só 10 anos depois resolvi seguir em frente (e a descoberta do minimalismo na mesma altura não é pura coincidência)! Às vezes vamos adiando coisas na vida que até são bastante importantes para nós, mas nem percebemos bem porquê... Andamos demasiado ocupados com tudo o resto e esquecemo-nos do mais importante: nós!


Então como passei a ter uma vida mais eco-friendly?

Passei a poupar mais água...

- na altura do banho, enquanto espero que a água aqueça em vez de a desperdiçar recolho essa água com um balde/garrafão (uso esta água para limpar o chão ou na sanita em vez de puxar o autoclismo) ou começo mesmo por tomar banho de água fria (no verão sabe tão bem e ainda por cima activa a circulação);

- aproveitando a água que uso na roupa que lavo à mão (uso esta água na sanita em vez de puxar o autoclismo);

- tomando banhos rápidos e fechando a torneira sempre que a mesma não for necessária (enquanto lavo o corpo/cabelo. Confesso que no inverno custa um bocadinho, mas é tudo uma questão de hábito);

- usando aqueles redutores de água nas torneiras/chuveiros;

- na cozinha, nunca fui pessoa de deixar a torneira a correr enquanto lavava a loiça, mesmo assim passei a ter mais cuidado. Coloco a tampa da banca quando começo a cozinhar e assim toda a água que vou usando serve depois para passar a louça por água antes de a colocar na máquina;

- lavando apenas quando as máquinas (da louça e da roupa) estão cheias e usando programas mais curtos

Passei a usar menos papel e plástico...

- não comprando papel de embrulho: aproveito de outros embrulhos (pois não deito fora quando estão em boas condições), reutilizando sacos de papel, jornais e revistas;

- usando mais vezes sacos de tecido e recusando os sacos que são oferecidos nas lojas (só aceito sacos no supermercado quando preciso deles para o lixo);

- deixando de comprar guardanapos de papel. Agora só uso de tecido e dei o meu porta-guardanapos (pois agora de nada serve);

- comprando muito menos produtos já embalados e tentando ao máximo cozinhar quase tudo em casa;

- reduzindo o uso de lenços de papel (ainda tenho algumas embalagens) e utilizando lenços de pano;

- diminuindo o uso de papel para rascunhos (escrevo cada vez mais no computador, no smartphone...)

- deixando de usar garrafas de plástico. Passei a usar uma sigg (agora só falta deixar de usar água engarrafada em casa...). Alguém usa filtros (na torneira ou jarros com filtro)? Recomendam? A questão é mesmo o sabor, se fica melhor com o filtro ou se não se nota assim muita diferença...

- evitando ao máximo usar secadores de mãos e/ou toalhas de papel em casas de banho públicas. A técnica de sacudir bem as mãos várias vezes resulta mesmo (li algures que se devia sacudir cerca de 12 vezes! As coisas que se lembram de analisar...)

- evitando copos de plástico (se vou a um restaurante no shopping e bebo alguma coisa, prefiro beber da garrafa);

- usando folhas de chá em vez dos saquinhos de papel;

- deixando de usar luvas de borracha. Com o uso de produtos naturais para a limpeza deixei de ter a necessidade de usar luvas (antes tinha mesmo que usar pois fazia alergia a vários produtos);

- deixando de comprar os tradicionais “panos amarelos” (para a banca) e substituindo-os pelos panos micro-fibras;

- deixando de usar papel vegetal e usando uma alternativa mais ecológica, como referi aqui;

- deixando de usar película aderente e papel de alumínio;

- tendo aderido ao formato electrónico de todos os serviços que disponibilizam essa opção (facturas, bilhetes, livros...).

Passei a poupar mais combustível...

Andamos mais a pé e evitamos sair de casa de carro só porque sim. Quando saímos é com um propósito específico e se temos que ir a determinado sítio aproveitamos para ir logo a mais 2 ou 3 que fiquem no caminho.

Passei a poupar mais luz e gás...

- desligando (com o uso daquelas extensões de botão) muitos aparelhos à noite e de manhã (computadores, telefone, tv, box, impressora);

- lavando quase toda a roupa com água fria (e por isso misturo todas as cores), o que faz com que gaste menos luz, muito menos água e ainda ganhe mais tempo;

- lavando e limpando menos (só lavo e limpo o que está sujo);

- substituindo algumas lâmpadas por lâmpadas económicas e tirando outras. Como tenho vários focos no tecto e ainda todos funcionam, em vez de substituir todos os focos, resolvi tirar alguns, pois não preciso de tanta luz em certos pontos da casa;

- deixando de ligar o aquecimento no inverno. Veste-se mais roupa, usam-se lençóis mais quentes e saco de água quente se necessário (a minha casa não é muito fria) e aproveitando o sol para aquecer a casa durante o dia;

- usando menos vezes o forno para cozinhar (antes era um exagero e como também comprava muita coisa pré-cozinhada ainda era pior, era só colocar no forno...);

- dando as leituras dos contadores (luz, água, gás);

- cozinhando o dobro da comida e guardando o resto;

- reduzindo a potência da luz para 3.45 Kva (já cheguei a ter 6 e tal!). Já tive bi-horario mas no início deste ano deixei de ter pois agora dá-me mais jeito assim, não estou presa a horários.

Passei a usar produtos ecológicos e mais saudáveis (para mim e para a casa)...

- todos os produtos de higiene são agora vegans;

- os óleos de amêndoas doces/de côco são os meus produtos de eleição para hidratar o rosto/corpo e percebi que a minha pele reage muito melhor, pois tinha alergias constantemente a todo o tipo de cremes;

- comecei a usar esfoliante caseiro;

- passei a usar sabonetes que são muito mais saudáveis e mais económicos;

- os cotonetes que uso são biodegradáveis;

- passei a usar só produtos ecológicos na limpeza da casa (antes tinha um armário cheio com produtos específicos para cada coisa: para limpar o wc, para tirar gorduras, para limpar o chão, para limpar os vidros, para desinfectar as sanitas, sal e abrilhantador para a máquina, amaciador para a roupa, panos amarelos… Passei a usar só detergente caseiro nas limpezas, deixei de usar amaciador (pois é muito mau para o ambiente e não sinto falta dele) e comprei uma esfregona ecológica. É incrível como somos levados a comprar, a comprar, a comprar, quando na realidade os produtos fazem quase todos o mesmo):

 Armário dos detergentes - ANTES

Armário dos detergentes - DEPOIS

- uso mais produtos biológicos - apesar de serem mais caros, poupo a longo prazo (na minha saúde);

- praticamente deixei de tomar comprimidos. Recorro sempre a alternativas naturais e deixo as alternativas químicas sempre para último recurso.

Passei a ser uma consumidora mais informada, mais responsável e mais contida:

Reduzi o consumo de uma forma geral através de desafios como no-spending month (em que acabo com tudo o que está na despensa); tento reutilizar tudo ao máximo; evito o desperdício, comprando apenas aquilo que realmente necessito; deixei de comprar roupa com a frequência com que o fazia (quase todos os meses); deixei de fazer refeições fora e aprendi a gostar muito mais de cozinhar; passei a levar almoço para o trabalho (sei que assim poupo mais e me alimento melhor); de vez em quando troco coisas/roupas com amigos e familiares; peço emprestado e evito comprar; tento apoiar o comércio tradicional e aquilo que é português; passei a privilegiar o contacto com a natureza e a preferir programas ao ar livre:


Apesar de me ter livrado de imensa coisa desde que adoptei o estilo de vida minimalista, tento sempre reciclar ou dar a alguém, evitando ao máximo colocar as coisas no lixo comum.

Sempre que posso tento partilhar estas e outras dicas, aqui no blog, e também com amigos/conhecidos.

E por aí que preocupações têm com o ambiente?

8 comentários:

  1. Obrigada Ana pelo teu contributo diário! Sigo o blog com assiduidade. A maior parte das dicas que dás já as ponho em prática há muito tempo. Só os produtos de higiene e limpeza é que ainda estou a terminar os que tinha por lá... Não pude deixar de repara na marca de detergente da roupa que usas. Eu usava esse e passei a usar o Ecológico da marca Continente (passo a publicidade). É muito bom, lava bem a roupa (alguma nódoa mais difícil ponho detergente da loiça em cima antes de pôr na máquina) e cheira bem! Continuação do bom trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Joana :) Tou mortinha por acabar com o detergente da roupa (tenho várias embalagens fruto das promoções) para passar a usar um ecológico! Depois vou experimentar o do continente.

      Eliminar
  2. A minha caminhada por uma vida mais ecológica já começou há uns anos, a maior parte das medidas que falas já tomei, outras tomei, mas regrediram.. Nem sempre é fácil quando a casa não é nossa. Mas a luta continua. Não sou vegan, apenas ovo-lacto-vegetariana, mas nunca se sabe :) Ultimamente tenho apostado muito mais nos cosméticos feitos à mão e biologicamente e tem pegado moda cá em casa felizmente :)) **
    Um eco-beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariana, claro que quando a casa não é nossa é muito mais complicado, mas acredita que já fazes muitas coisas! Eu bem sei, pois acompanho o teu blog :)
      Beijinho

      Eliminar
  3. Já faço muitas destas coisas que falas :) Principalmente no que respeita à água, que é realmente o que mais confusão me faz desperdiçar!

    O teu armário dos detergentes parece o meu, muito cheio antes e agora com pouca coisa eheh E era para te ter dito, mas acho que acabei por não escrever, estou super fã do vinagre e do bicarbonato de sódio na lavagem da roupa :D uso um óleo de frutos vermelhos e a roupa fica tão boa, com os maus cheiros desaparecerem todos! Obrigada pela dica ;)

    beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom :) ainda bem que gostaste da dica.
      Beijinho

      Eliminar
  4. Muitos, muitos e muitos Parabéns, não só pela forma com estás a "conduzir" a tua vida mas também pelo blog :)

    Com licença, que vou "esmiuçá-lo" todo :D

    bjs e bom fimde semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário! Deixou-me com um sorriso daqueles de orelha a orelha :)
      Bom fim-de-semana**

      Eliminar