Novos e velhos ritmos - Parte I

03 junho 2013


(Como este post ficou muito longo resolvi dividi-los em duas partes...)


Adorei ler o livro "Destination: Simple"* da Brooke McAlary! Devorei-o quase de uma só vez, depois de o ter comprado! E fiz os exercícios propostos no livro.

Desde o início do ano que algumas coisas na minha vida mudaram e portanto não poderia continuar a fazer tudo como fazia antes... O livro foi uma óptima ajuda nesse sentido!

Estou constantemente a mudar rotinas, a experimentar coisas novas. Sempre fui assim, mas nunca percebi bem porquê e o minimalismo veio ajudar nisso mesmo. No fundo passei a conhecer-me melhor!

Então de volta às rotinas (ou ritmos como lhe prefere chamar a Brooke), estas para mim são essenciais. Sempre foram, desde miúda. Havia coisas que eu definia que tinham que ser assim e assado, mesmo sem os meus pais me dizerem nada. Em casa da minha avó, era eu que preparava as coisas para o dia seguinte: a roupa, a louça do pequeno-almoço, etc. e isso era algo que fazia naturalmente, sem grande esforço.

O minimalismo e sobretudo a Rita (aka busy woman) vieram reforçar esse meu jeito natural e fazer-me perceber que afinal o que faço, até faço bem e tem algum sentido. Há tanta gente a querer ser mais organizada, a definir rotinas e isso é algo que faz parte de mim e me foi incutido pelos meus pais/pela minha avó e estou muito feliz e grata por isso! :)

Este gosto por arrumar, por organizar e reorganizar, por deixar tudo preparado no dia anterior, por ajudar os outros nessas tarefas (sim eu oferecia-me voluntariamente para fazer limpezas em casas dos outros, avós, tios... e adorava!) mantém-se até hoje e é algo que gosto cada vez mais.

Na universidade, mesmos com as saídas à noite e as 1001 coisas para fazer, as rotinas mantinham-se e sei que era a única na casa com estes hábitos. Mas ainda bem! Ninguém, além de mim preparava a mesa para o pequeno-almoço ou se levantava quase 2h antes das aulas começaram e, digo-o mais uma vez, ainda bem! Se não, não havia espaço na mesa nem sossego na casa! A verdade é que só agora é que estou a pensar nisto... Afinal a saída de casa dos pais para estudar está geralmente cheia de experiências novas e recordamos quase tudo, menos as coisas triviais, rotineiras...

Mesmo apesar de esse período ter tido os seus altos e baixos, nunca deixei de ser responsável, quase nunca faltei às aulas, mesmo que não tivesse dormido na noite anterior. Assim como nunca deixei de fazer as limpezas e de seguir as minhas rotinas. Sou assim e pronto, mesmo no meio do caos acabo por conseguir organizar-me.

Depois foi difícil voltar a casa dos pais, adaptar as minhas rotinas a "novas" pessoas (apesar de tudo viver com amigas é mais fácil, afinal ninguém tinha as minhas manias e até me agradeciam que mantivesse a casa limpa e arrumada).

Claro que apesar de gostar muito da minha família, estava mortinha por ter o meu próprio espaço. Achava eu, cheio de animais por toda a parte! A vida foi acontecendo, muito diferente daquilo que imaginava e ainda bem! Pois foi muito melhor do que aquilo que tinha idealizado :)

Hoje posso dizer que apesar de continuar a ser a mesma pessoa (na minha essência), mudei muito! Sou uma pessoa feliz (e sei que a felicidade se constrói), conheço-me melhor, sei aquilo que quero, tenho alguns sonhos por realizar e sei que a seu tempo as coisas acontecerão e sei que irei continuar com as minhas rotinas ou ritmos, sempre. Sei que sou assim e que serei sempre e ainda bem :)

E depois de vos contar mais um bocadinho da minha vida e dos meus velhos ritmos, falarei no próximo post dos meus novos ritmos!


*Não precisam de ter um kindle para comprarem o livro, basta instalarem o software kindle no vosso computador. Aqui para PC, aqui para MAC.

Eu costumo usar o kidle para mac e para iPad (onde uso mais).

1 comentário:

  1. Olá Ana, gostei deste post, gostei também de referires que és feliz! O teu post faz mesmo sentido com o nome do blog e ao lê-lo senti a calma que resulta de comportamentos organizados e a atenção do próprio eu! Quero ler a parte II, continua com boas energias! Abraço.

    ResponderEliminar