Tralha digital

17 abril 2013


Há cerca de duas semanas voltei a fazer uma limpeza digital.

É incrível a quantidade de coisas que vamos acumulando... E quanto mais sítios tivermos onde guardar, pior! 

São os computadores (em casa e no trabalho), os discos externos, as pens, a dropbox, o google drive, o evernote, o pinterest, o kindle, o google reader, etc. A lista é interminável!

Comecei pela pen, onde resolvi apenas deixar coisas de trabalho. Tudo o resto foi para o google drive. No entanto, todos os ficheiros do trabalho foram muito bem analisados e só guardei o estritamente necessário. Afinal na maior parte das vezes, se precisarmos novamente das coisas, sabemos onde as podemos encontrar, certo? Neste caso, a pen serve apenas como backup.

Os e-mails são quase logo apagados ou arquivados. Tento ter sempre a caixa de entrada vazia e também tenho todas as contas de e-mail numa só (ter que ver sempre várias contas de e-mail dava comigo em doida!).


No trabalho, ainda não consegui adoptar o mesmo sistema, mas aos poucos chego lá. Estes dias andei a apagar o que não interessa e a organizar alguns e-mails em pastas.


Os e-books, revistas, artigos estão todos no kindle. Sempre que encontro algo que quero guardar ou quando compro um novo e-book tudo é enviado para lá (através do SendToKindle).


Às vezes ponho-me a pensar que sigo demasiadas fontes de informação. Leio coisas a mais, quero fazer tudo e mais alguma e não sou realista... Depois claro que o tempo não chega para tudo, sobretudo desde que deixei de tentar fazer tudo e mais alguma coisa! Agora vivo a minha vida de uma forma mais lenta. Só que me esqueci de mudar o outro lado: a fonte de informação! Continuo na mesma a ler tudo o que lia e a guardar tudo e mais alguma coisa! Portanto falta equilibrar o outro lado!

O que posso facilmente encontrar na net, caso volte a precisar, apaguei.

O que queria ler há anos mas que acabei por nunca ler, também apaguei.

Fiz ainda uma limpeza às minhas feeds, à lista do pocket e às newsletters. E eliminei aquilo que não é assim tão importante.

Aqueles blogs que gosto mesmo muito sigo através de feeds (assim não tenho que guardar os links nos favoritos e estar sempre a aceder para ver se há actualizações), mas aqueles em que só gosto de algumas coisas, prefiro não seguir. Cheguei à conclusão que as coisas mais interessantes acabam sempre por vir ter comigo, pois os blogs que sigo (quer através de feeds, quer através do facebook) partilham sempre bastantes links interessantes. Além disso, também não tenho que estar a par de tudo e mais alguma coisa, certo? Lembram-se do FOMO? Pois é, não quero sofrer desse medo, não. É preferível acompanharmos apenas aquilo que gostamos mesmo e que é realmente importante!


1 comentário:

  1. Se há coisa que mais me assusta é fazer limpezas digitais. Mas um dia terei de ganhar coragem e de organizar o espaço virtual. Excelente post e a imagem assenta-me que nem uma luva. :)

    ResponderEliminar