Destralhar em casa dos pais

12 abril 2013


Os flashbacks são, como o próprio nome indica, um regresso ao passado.
Foi por volta de Novembro de 2011 que comecei a ler sobre minimalismo e que transformei literalmente a minha vida!
Na altura não tinha blog mas escrevia numa espécie de diário.
Quando criei o blog, um ano depois, recuperei alguns desses textos para te inspirar a fazer o mesmo. Espero que gostes!

Quando me mudei para a casa onde vivo actualmente trouxe muita coisa (eu diria agora muito lixo! Mas na altura pensava de forma diferente...). Ainda assim, deixei lá praticamente todos os livros e capas de arquivo da universidade, pois não tinha espaço para tanta coisa e a casa dos meus pais tem muito espaço. Também deixei todos os objectos de decoração que tinha no meu quarto, pois os planos para a nova casa não incluíam nada do que tinha no meu quarto (estilos muito diferentes portanto). Tudo isso ficou na garagem arrumado em caixotes/prateleiras.

Na minha viagem pelo minimalismo, sabia que um dia teria obviamente que fazer uma paragem por lá e que me demoraria um dia inteiro ou até mais!
Então agendei um dia para isso e saí de casa bem cedo.

Comecei pelas capas e livros do curso (parte I). Vi uma a uma e resolvi livrar-me daquilo que já está desactualizado ou que já não me será útil caso venha a trabalhar na área. Confesso que a minha vontade era deitar tudo ao lixo, mas acho que prevaleceu o bom senso, pois nunca se sabe, dadas as actuais circunstâncias em que área iremos trabalhar...

Mesmo assim precisei de ajuda para levar os sacos de lixo/tralha para o carro, tal era a quantidade de papel! Todas as capas que ainda estavam em bom estado foram separadas para levar para uma instituição.

A seguir veio a parte II: todos os livros e cadernos desde o 5.º ano de escolaridade até ao 12.º e ainda os trabalhos do infantário!

Qual é o sentido de ter trabalhos e coisas da escola de há tantos anos?! Nenhum! Resolvi apenas tirar fotos aos desenhos do infantário que gostei mais e depois foi tudo para o lixo (trabalhos, cadernos e apontamentos).
Os livros e capas (ainda em bom estado) foram também separados para levar para uma instituição.

Nesta foto podem ver tudo o que foi para o lixo e na seguinte algumas das coisas para dar:




Finalmente a parte III: os caixotes com tudo o que estava no meu quarto (na estante, na secretária e na mesinha de cabeceira).

Descobri imensas cassetes de audio e video, cadernos, livros, papéis, o meu 1.º portátil, porta-chaves, porta-moedas, cabos, um modem antigo, uma aparelhagem (com o leitor de cds avariado) e vários porta-retratos. Quanto a estes últimos, tirei as fotos (que levei para casa, digitalizei e deitei fora) e coloquei-os junto das restantes coisas para deixar na instituição. Quanto ao resto foi tudo para o lixo/reciclagem. Apenas resolvi levar o portátil para casa para decidir se o iria mandar arranjar ou não (já podem ver aqui que resolvi livrar-me dele!).
Descobri ainda uma máquina de cera depilatória muito antiga que ainda estava na minha antiga casa-de-banho que, obviamente teve o mesmo destino: reciclagem!

Só posso dizer que foi um dia muito produtivo e que me saiu um enorme peso de cima, pois há séculos que queria arrumar estas coisas!

2 comentários:

  1. Olá Ana,

    O meu nome é Anabela e este ano descobri o minimalismo. Sou apenas uma iniciante nesta matéria mas gosto muito de ler as experiências de outras pessoas. Hoje descobri o teu blog e estou a gostar muito, Parabéns!
    Envio-te este comentário pois também tenho umas coisas na casa da minha mãe que queria dar (um computador de mesa e a respectiva estante) mas não sei a quem. Li aqui neste post que dás coisas a uma instituição. Qual é a instituição ou instituições a quem doas as tuas coisas?
    Já tentei fazer pesquisas no google, mas nunca chego a conclusões.
    Se me pudesses ajudar, agradecia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anabela, antes de mais obrigada pelo comentário!
      No Porto costumo entregar as coisas na associação Despertar.
      Beijinhos

      Eliminar