Uma lavandaria um pouco mais vazia

11 fevereiro 2013

Os flashbacks são, como o próprio nome indica, um regresso ao passado.
Foi por volta de Novembro de 2011 que comecei a ler sobre minimalismo e que transformei literalmente a minha vida!
Na altura não tinha blog mas escrevia numa espécie de diário.
Quando criei o blog, um ano depois, recuperei alguns desses textos para te inspirar a fazer o mesmo. Espero que gostes!

A minha lavandaria é um espaço pequeno ao fundo da cozinha, onde tenho a máquina de lavar roupa, os estendais e o cesto da roupa suja.

Apesar de pequeno, este espaço já esteve bem mais cheio do que está agora!

Junto à máquina (quando não tinha espaço nos armários), já tive detergente da roupa, amaciador e lixívia de cor. Destes 3 produtos, passei só a usar detergente para a roupa, que guardo num armário (para já ainda tenho 2 embalagens de detergente “normal” mas quando acabar vou fazer/comprar um natural).

O cesto das molas já esteve em cima da máquina, agora também cabe no armário. Para além das molas que tinha no cesto, ainda tinha uma embalagem extra de molas (acho que houve uma altura em que comprava tudo a mais, não sei porquê?!). A embalagem estava mesmo por abrir, por isso dei-a.

A vassoura, as 2 mopas (uma para o chão e outra para azulejos), a esfregona e o balde já estiveram na lavandaria, mas desde que comprei o cabide para trás da porta da cozinha que consegui pendurar quase tudo. O balde coube no armário por baixo da banca, que antes estava cheio de produtos de limpeza e agora está praticamente vazio! Quanto à mopa para azulejos disse-lhe adeus, pois a outra mopa dá perfeitamente para tudo!

Também já tive dois cestos para para recolher a roupa (eu não disse que tinha tudo a duplicar...). Consegui dar um.

Aproveitei ainda para recuperar algumas coisas que já não estavam em perfeitas condições...
Os 2 estendais (de montar) estavam a ficar com um pouco de ferrugem nos pés (de resto estavam novos). Arranjei fita isoladora da mesma cor e cobri a ferrugem. Ficaram como novos. Agora quando coloco no estendal roupa lavada à mão (que vai largando bastante água), penduro-a o mais afastada possível dos pés e assim previno o aparecimento de ferrugem!

Então, o que resta na lavandaria?
  • tábua de passar a ferro (desmontada) (o ferro fica guardado num armário)
  • 2 estendais (agora como novos)
  • 2 bacias (ou alguidares) para lavar a roupa à mão (e já tive só uma, mas assim consigo poupar mais água, pois transfiro água de uma para a outra, neste caso mais do que uma compensa)
  • 1 cesto para recolher a roupa, que fica em cima da máquina da roupa juntamente com as bacias/alguidares
  • 1 cesto para a roupa suja
Às vezes confesso que me ponho a pensar nos cestos (o de recolher a roupa e o da roupa suja)...
Já várias vezes que recolhi a roupa, dobrei e arrumei logo nos respectivos sítios, sem precisar do cesto. Mas muitas vezes o cesto também dá jeito para transportar mais roupa. O que acham, o cesto é necessário ou não? (a minha casa não é grande e nem tem escadas).

E quanto ao cesto para colocar a roupa suja, será que faz assim tanta falta na lavandaria?
Num dos wcs já tenho um cesto para a roupa suja (está embutido no armário). É pequeno e não dá para tudo, mas verdade é que também é usado.
Na lavandaria a máquina de lavar a roupa pode bem ter o efeito do segundo cesto, ou não?

Ter dois cestos de roupa suja (em diferentes divisões da casa) é assim tão útil (tendo em conta que somos apenas dois...)?

6 comentários:

  1. Olá Ana ! Graças a ti e à Rita também ando com muita vontade de começar a destralhar ;)
    Somos 4 cá em casa, portanto há sempre muita roupa, mas não tenho nenhum cesto para apanhar a roupa suja, simplesmente pego nela e coloco-a no cesto da roupa suja que tenho na despensa, portanto os cestos extra acho que não te fazem falta nenhuma :)
    Boa semana

    ResponderEliminar
  2. Olá Ana, a minha lavandaria é muito parecida com a tua! excepto que não pretendo fazer o meu detergente (não tenho gosto nem arte nessa prática). eu também tenho dois cestos de roupa. já tive para destralhar para um, mas acabo sempre por manter os dois. para mim é útil para optimizar as maquinas. isto é serve de acumulador para ter mais roupa é verdade! mas consigo encher melhor as maquinas e poupar o ambiente e gastar menos luz :) logo ele acaba por ter uma função importante para mim, e lá continua.
    ***

    ResponderEliminar
  3. Nós também somos dois e confesso que nunca percebi a necessidade de um (ou mais) cesto de roupa suja?? Nunca quis nem quero ter! Não vejo qualquer necessidade. A roupa para lavar vai directa para dentro da máquina! Quando existe alguma peça mais delicada (que é uma excepção) coloca-se fora dentro de uma bacia que tenho em cima da máquina e depois logo se vê. Mas a maioria da roupa é "normal" e pode ser lavada toda junta à mesma temperatura! Quando quero lavar um tapete (o único que tenho que é o do wc) coloco a roupa que estiver para lavar dentro dessa tal bacia sobre a máquina e depois quando o tapete sai, volto a meter a roupa "normal" na máquina. E é assim a minha vida sem cestos de roupa suja! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me muito bem! Tenho que tentar fazer isso, pelo menos com o cesto da roupa suja! O mal foi no início ter arranjado logo um cesto para esse efeito... Já o tinha quando morava com os meus pais, só que usava para outras coisas, depois na casa nova pareceu-me que era bom para isso e olha foi ficando... tenho que pensar num plano para o despachar ehehe

      Eliminar
  4. Olá,
    Parabéns pelo blog, descobri-o há pouco tempo e de vez em quando venho visitá-lo. Também acho que acumulamos demasiada tralha e tento reduzi-la. Eu só tenho um cesto de roupa suja no WC, que dá jeito, porque a casa tem escadas e a máquina da roupa está no andar de baixo. Vamos colocando a roupa no cesto, e quando está cheio, leva-se para baixo.
    Uma dica para a roupa lavada a mão não pingar (e não ficar "pingona", no caso das lãs), que aprendi com a minha avó: colocar a camisola (se for o caso) em cima de uma toalha turca e enrolar a toalha com a camisola lá dentro, indo apertando o rolo que vamos formando, com as mãos (dá jeito fazer isto em cima de uma mesa, ou da própria máquina). Depois é só estender a toalha e a camisola, e nada fica a pingar, nem deformado.

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana eu costumo usar 2 sacos grandes (daqueles do pingo doce ).
    Estou a gostar muito do blog.
    Sofia

    ResponderEliminar